Reprodução: Twitter Nicolás Maduro
Prensa Latina