Pesquisar
Pesquisar

Instituto Vladimir Herzog promove debate sobre segurança pública

Revista Diálogos do Sul

Tradução:

Instituto Vladimir Herzog e a Friedrich Ebert Stiftung (FES) irão promover um encontro para discutir a atual situação política do país e suas consequências para as medidas de segurança pública. Também serão abordadas questões como a militarização, a intervenção federal no Rio de Janeiro e a crise democrática que vivemos atualmente.

A mesa redonda, intitulada “Desafios para a segurança pública em tempos de intervenção”, terá as participações de:

Jacqueline Muniz, antropóloga, cientista política e especialista em segurança pública da Universidade Federal Fluminense (UFF);
Marlon Weichert, procurador do Ministério Público Federal, especialista em direitos humanos, justiça transicional e segurança pública;
Paulo César Ramos, sociólogo e pesquisador da Fundação Perseu Abramo, especialista em relações raciais, violência, movimentos sociais e políticas públicas.

Além de Rogério Sottili, diretor executivo do Instituto Vladimir Herzog, e Katharina Hoffmann, vice representante da FES no Brasil.

O evento acontece no Ateliê do Bixiga, em São Paulo, no dia 6 de abril, às 10h30.

A entrada é gratuita e não é necessário fazer qualquer tipo de inscrição prévia.

SERVIÇO
Desafios para a segurança pública em tempos de intervenção
Data: 6 de abril (sexta-feira)
Horário: 10h30
Local: Ateliê do Bixiga (R. Conselheiro Ramalho, 945 – Bela Vista)
Entrada aberta e gratuita


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.

LEIA tAMBÉM

Presidente colombiano Gustavo Petro enfrenta escândalo de corrupção envolvendo altos funcionários
Presidente colombiano Gustavo Petro enfrenta escândalo de corrupção envolvendo altos funcionários
Milei
Javier Milei acusa FMI de sabotagem e enfrenta divisões internas no governo
FOTO ADRIAN PEREZ     evo morales
Evo Morales denuncia "autogolpe" de Arce e mantém ambições políticas na Bolívia
Disputa por Esequibo e interferência de Argentina, EUA e Grã-Bretanha ameaçam eleições na Venezuela
Disputa por Esequibo e interferência de Argentina, EUA e Grã-Bretanha ameaçam eleições na Venezuela