Pesquisar
Pesquisar

5 mil pessoas estão desabrigadas em Pernambuco; saiba como ajudar

Segundo último boletim do governo do estado, pelo menos 91 pessoas morreram; chuvas são intensas desde o início da última semana
Redação Brasil de Fato
Brasil de Fato
Rio de Janeiro (RJ)

Tradução:

Em novo balanço divulgado no fim da manhã desta segunda (30), o governo de Pernambuco informou que pelo menos 91 pessoas morreram em incidentes ligados às fortes chuvas que atingem diversas localidades do estado há uma semana.

Ainda de acordo com o governo, 26 pessoas seguem desaparecidas e cerca de 5 mil pessoas estão desabrigadas. O governador Paulo Câmara (PSB) declarou situação de emergência.

Quem morre e quem mata nas tragédias brasileiras “provocadas pelas chuvas”?

Além do estado, 14 municípios pernambucanos declararam estado de emergência, segundo o jornal Folha de Pernambuco: Cabo de Santo, Agostinho, Camaragibe, Goiana, Jaboatão dos Guararapes, Macaparana, Moreno, Nazaré da Mata, Olinda, Paudalho, Paulista, Recife, São José da Coroa Grande, São Vicente Férrer e Timbaúba.

Segundo último boletim do governo do estado, pelo menos 91 pessoas morreram; chuvas são intensas desde o início da última semana

Reprodução/Twitter João Campos
Chuvas causaram deslizamentos no Recife e em outras cidades pernambucanas

As chuvas são intensas desde o início da última semana, mas as ocorrências com mais vítimas aconteceram no fim de semana. Das 91 mortes confirmadas, 86 aconteceram a partir de sexta-feira (27).

Chuvas devem continuar

Segundo a Agência Pernambucana de Águas e Climas (Apac), as chuvas devem continuar nesta segunda-feira, com intensidades de “moderada” a “forte”. A região metropolitana do Recife e as matas Sul e Norte continuam em estado de observação, segundo a agência.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) prevê chuvas intensas para o estado e também para grandes regiões na Paraíba, em Alagoas e no Sergipe, especialmente nas regiões litorâneas.

Redação Brasil de Fato
Edição: Rebeca Cavalcante e Felipe Mendes



Como ajudar

O historiador e professor pernambucano Jones Manoel disponibilizou em sua conta do Twitter uma lista com instituições que atuam nos incidentes, facilitando o envio de doações. Confira:


As opiniões expressas nesse artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul

Assista na TV Diálogos do Sul


Se você chegou até aqui é porque valoriza o conteúdo jornalístico e de qualidade.

A Diálogos do Sul é herdeira virtual da Revista Cadernos do Terceiro Mundo. Como defensores deste legado, todos os nossos conteúdos se pautam pela mesma ética e qualidade de produção jornalística.

Você pode apoiar a revista Diálogos do Sul de diversas formas. Veja como:

  • PIX CNPJ: 58.726.829/0001-56 

  • Cartão de crédito no Catarse: acesse aqui
  • Boletoacesse aqui
  • Assinatura pelo Paypalacesse aqui
  • Transferência bancária
    Nova Sociedade
    Banco Itaú
    Agência – 0713
    Conta Corrente – 24192-5
    CNPJ: 58726829/0001-56

       Por favor, enviar o comprovante para o e-mail: assinaturas@websul.org.br 


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Redação Brasil de Fato

LEIA tAMBÉM

Lula
Frei Betto | Para Lula, momento exige maior sintonia entre governo e movimentos sociais
Lula-RS-Brasil (2)
Nas mãos de Lula, caos no RS é sequela do bolsonarismo: desmonte ambiental e fake news
mães - palestina
Dia das Mães: algumas mães só querem a paz de presente, lembra ato pró-Palestina em Brasília
RS - inundações
Chamado à solidariedade internacionalista: inundação no RS demanda mobilização