Pesquisar
Pesquisar

Após 15 anos, Genoino e Delúbio são inocentados pela Justiça no caso “mensalão”

Petistas eram acusados de falsidade ideológica pela Ação Penal do BMG, originada no Mensalão, deflagrada em 2005 nas CPMIs dos Correios e da Compra de Votos
Esmael Morais
Blog do Esmael
São Paulo (SP)

Tradução:

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), em Brasília, extinguiu a punição aos petistas Delúbio Soares, ex-tesoureiro do PT, e José Genoino, ex-presidente da legenda. Eles eram acusados de falsidade ideológica pela Ação Penal do BMG, originada no Mensalão, deflagrada em 2005 nas CPMIs dos Correios e da Compra de Votos.

A decisão do TRF1 é da última terça-feira, dia 18 de agosto.

“A Terceira Turma por unanimidade, rejeitou os embargos de declaração e, de ofício, decretou a extinção da punibilidade de José Genoino Neto, Delúbio Soares de Castro, Marcos Valério Fernandes de Souza, Ramon Hollerbach Cardoso e Cristiano de Mello Paz, pelo crime tipificado no art. 299 do Código Penal, com fulcro nos artigos 107, IV, 109, V, 110 caput e § 1º, todos do Código Penal, combinado com o artigo 61 do Código de Processo Penal, ficando prejudicados os recursos especiais e extraordinários interpostos por esses réus, nos termos do voto do relator”, diz trecho do acórdão.

Petistas eram acusados de falsidade ideológica pela Ação Penal do BMG, originada no Mensalão, deflagrada em 2005 nas CPMIs dos Correios e da Compra de Votos

Blog do Esmael
TRF1 em Brasília, extinguiu a punição aos petistas Delúbio Soares, ex-tesoureiro do PT, e José Genoino.

Genoino, à época presidente do PT, e Delúbio, na condição de tesoureiro da agremiação, foram acusados na “AP do BMG” de simular empréstimo junto ao Banco de Minas Gerais (BMG). Os petistas foram denunciados por falsidade ideológica. A denúncia de gestão temerária fora rejeitada.

O ex-tesoureiro do PT, Delúbio Soares, disse nesta quarta-feira (19) que considera a decisão do TRF1 –que extinguiu a pena– uma vitória política para ele e para o partido.

“Com o decorrer do tempo, vou mostrando ao povo brasileiro que não cometi nenhum crime e que todas as acusações criminais a mim imputadas são derivadas da perseguição empresarial, midiática e dos setores conservadores contra o Projeto Democrático e Popular representado pelo PT e seus aliados”, comemorou.

O Mensalão foi o precursor da força-tarefa Lava Jato, que herdou as suas características principais: perseguição ao PT e sede de poder.

Veja também


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Esmael Morais

LEIA tAMBÉM

Lula
Frei Betto | Para Lula, momento exige maior sintonia entre governo e movimentos sociais
Lula-RS-Brasil (2)
Nas mãos de Lula, caos no RS é sequela do bolsonarismo: desmonte ambiental e fake news
mães - palestina
Dia das Mães: algumas mães só querem a paz de presente, lembra ato pró-Palestina em Brasília
RS - inundações
Chamado à solidariedade internacionalista: inundação no RS demanda mobilização