Pesquisar
Pesquisar

Bolsonaro está criando sua própria Gestapo? Perseguição a Boulos gera críticas; entenda:

Advogado do pré-candidato à prefeitura de SP disse que vai até a sede da PF em Brasília para “verificar o conteúdo da investigação”
Mariane Barbosa
Diálogos do Sul
São Paulo (SP)

Tradução:

A Polícia Federal procurou os advogados do candidato à prefeitura de São Paulo pelo PSOL, Guilherme Boulos, para intimá-lo a prestar esclarecimentos sobre publicações nas redes sociais com críticas a Jair Bolsonaro. 

Após o líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) denunciar o abuso em suas redes, nesta segunda-feira (28), a hashtag #Gestapo, que faz referência a polícia nazista da Alemanha, amanheceu entre os assuntos mais comentados no Twitter. Mas você sabe o que o termo significa?

Advogado do pré-candidato à prefeitura de SP disse que vai até a sede da PF em Brasília para “verificar o conteúdo da investigação”

Arquivo Revista Fórum
Bolsonaro e Boulos durante debate no primeiro turno da disputa presidencial.

Origens na Alemanha nazista

Gestapo é uma abreviação de Geheime Staatspolizei (Polícia Secreta do Estado), organização que, com o pretexto de “defender” o país contra atos violentos, investigava, torturava e prendia opositores ao regime nazista. 

Assinado pelo presidente alemão Paul von Hinderburg em 1933, o decreto para a Proteção do Povo e do Estado ganhou vida após um atentado contra o Parlamento alemão e, além de criar a Gestapo, passou a restringir direitos civis básicos, como a liberdade de expressão e a liberdade de imprensa. 

Com a proteção legal, a Gestapo não precisava de mandatos judiciais para interrogar, aprisionar e até mesmo enviar opositores políticos para os campos de concentração, que eram gerenciados por outra organização nazista, a SS (“tropa de proteção”, em alemão).

O que tem a ver com o Brasil?

Segundo a jornalista Mônica Bergamo, Alexandre Pacheco Martins, o advogado de Boulos, disse que vai até a sede da PF, em Brasília, para “verificar o conteúdo da investigação para então nos manifestarmos nos autos”. 

O temor é que o uso político da Polícia Federal, ou seja, a desvirtuação de sua atividade de investigação e uso para perseguir e ameaçar opositores políticos.

Em sua conta, Boulos disse que Bolsonaro quer eleger Celso Russomano, em São Paulo, e acionou a PF para tentar intimidá-lo.” O medo deles do nosso crescimento só mostra que estamos no caminho certo. São Paulo vai ser a capital da resistência“, diz. 

No twitter, internautas consideraram a ação uma afronta à liberdade de expressão e expressaram sua indignação nas redes. Veja alguns tweets:

Veja também


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Mariane Barbosa

LEIA tAMBÉM

Lula-RS-Brasil (2)
Nas mãos de Lula, caos no RS é sequela do bolsonarismo: desmonte ambiental e fake news
mães - palestina
Dia das Mães: algumas mães só querem a paz de presente, lembra ato pró-Palestina em Brasília
RS - inundações
Chamado à solidariedade internacionalista: inundação no RS demanda mobilização
Lula - 1 de maio
Cannabrava | Lula se perdeu nos atos de 1º de maio