Pesquisar
Pesquisar

Bolsonaro sobre envolvimento no assassinato de Marielle Franco: “Outras acusações virão”

Declaração aconteceu na manhã desta sexta-feira (13), quando o presidente parou na entrada do Palácio da Alvorada
Redação Revista Fórum
Revista Fórum
São Paulo (SP)

Tradução:

Na habitual parada para conversar com simpatizantes na manhã desta sexta-feira (13), Jair Bolsonaro afirmou que que outras acusações envolvendo seu nome e de pessoas da sua família vão aparecer nas investigações do assassinato de Marielle Franco (PSol-RJ) e Anderson Gomes.

“É uma maquinação constante querendo derrubar, denegrir minha imagem. Te acusar de alguma coisa. O caso Marielle, no Rio de Janeiro, que não acabou ainda. Outras acusações virão. Armações, sabem de quem”, disse Bolsonaro às pessoas que o aguardavam na saída do Palácio da Alvorada, entre elas, um padre com um coral infantil, um pastor e um homem vestido de Papai Noel.

<

Declaração aconteceu na manhã desta sexta-feira (13), quando o presidente parou na entrada do Palácio da Alvorada

reprodução
Bolsonaro e "Papai Noel" na saída do Palácio da Alvorada

Bolsonaro se referia ao governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), a quem já acusou de usar a polícia civil do Estado para envolver sua família no caso, visando a disputa presidencial em 2022.

Antes de deixar o local, Bolsonaro ouviu o coro das crianças e posou para foto com o Papai Noel, que fez o gesto característico da arminha com a mão.


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Redação Revista Fórum

LEIA tAMBÉM

Lula
Frei Betto | Para Lula, momento exige maior sintonia entre governo e movimentos sociais
Lula-RS-Brasil (2)
Nas mãos de Lula, caos no RS é sequela do bolsonarismo: desmonte ambiental e fake news
mães - palestina
Dia das Mães: algumas mães só querem a paz de presente, lembra ato pró-Palestina em Brasília
RS - inundações
Chamado à solidariedade internacionalista: inundação no RS demanda mobilização