Pesquisar
Pesquisar

Cidades Digitais Livres

Revista Diálogos do Sul

Tradução:

Cidades DigitaisEste evento que acontecerá no próximo dia 1 de março é uma iniciativa para que os gestores públicos de todo o Brasil se comprometam com programas de Cidades Digitais Livres e Sustentáveis, principalmente vereadores e prefeitos. As Cidades Digitais se formam num conjunto de ferramentas capazes não só de melhorar a gestão pública como o desenvolvimento social de seus munícipes, promovendo a garantia de acesso à internet como direito.

Permite uma comunicação interativa em tempo real entre governo e sociedade, abrindo a participação social e a webcidadania para que as cidades possam ser reconstruídas colaborativamente.

Agregue ainda a esta política uma forma compartilhada de construção e gestão. Adotar práticas colaborativas reduzem e eliminam vários custos que envolvem Cidades Digitais.

maxresdefaultCustos financeiros, sociais, políticos e legais fazem parte intrínseca da metodologia proposta. Construir infraestrutura de telecomunicações através de parcerias parte do principio da eficiência e economicidade.

Um exemplo prático é identificar no cenário atual quem são os parceiros que usufruiriam desta infraestrutura além das instâncias de governo, como : Telebrás (PNBL), RNP (RedeComep), Concessionárias Elétricas (SmartGrid), Mercado de TI/Telecom (SmartCities), Pequenos e Médios Provedores de Internet (de preferência locais).

Caso vc seja um político eleito, se comprometa com esta causa e seja um representante da sociedade da informação e do conhecimento.

Acesse a Proposta Base por Cidades Digitais Livres e Sustentáveis aqui : http://bit.ly/1vVf3ew

Já estamos disponibilizando pra construção colaborativa o modelo base de Projeto de Lei Municipal para Criação do Conselho Local de Gestão da Internet e do Fundo 3i (Inovação, Inclusão e Infraestrutura, ) :http://bit.ly/ZSKuus

Veja ainda a proposta de Universalização do Acesso a Internet daCampanha Banda Larga é um Direito Seu! : http://www.campanhabandalarga.com.br/proposta/

A proposta de Provedores Comunitários de Internet como alternativa social para o acesso à banda larga com neutralidade da rede, privacidade, liberdade de expressão garantidas : http://bit.ly/1sk5mq5

E o Projeto de Lei Federal 7.319/2014 do Deputado Newton Lima, para regulamentação das políticas de banda larga e inclusão digital no país. Projeto este que se alinhará com os PLs municipais e estaduais para garantia de sustentabilidade e governança participativa destas políticas :http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/fichadetramitacao?idProposicao=610446

Por fim um estudo complementar feito em 2010, que discutiu o conceito do que seria uma Cidade Digital : http://cidadecomunicadora.org.br/

Compartilhem e chamem todos e todas para esta causa importante e desde já fica aberto este evento para debate, sugestões e críticas.


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Revista Diálogos do Sul

LEIA tAMBÉM

Petro-Colombia
Petro reage a ataques de guerrilheiros contrários ao acordo de paz: "Não toleraremos"
Milei
"Barbárie" e "desequilíbrio emocional": Petro e Fernández criticam nova selvageria de Milei
José Raúl Mulino
Eleição no Panamá simboliza crise sistêmica que atinge democracia "representativa"
Vox-Abascal-Milei
Xenofobia e delírios ultradireitistas: Vox reúne asseclas em Madri