Pesquisar
Pesquisar

Ciência prova que vikings chegaram à América há exatos mil anos, 471 antes de Colombo

Muito antes de Cristóvão Colombo cruzar o Atlântico, oito "edifícios" de madeira cobertos de relva se encontravam acima de um pântano no Canadá
Redação Sputnik Brasil
Sputnik Brasil
Rio de Janeiro (RJ)

Tradução:

Muito antes de Cristóvão Colombo cruzar o Atlântico, oito “edifícios” de madeira cobertos de relva se encontravam acima de um pântano no extremo Norte da ilha de Terra Nova, no Canadá, conferindo a derradeira prova de que os vikings chegaram primeiro ao chamado Novo Mundo.

Contudo, quando exatamente os vikings viajaram para estabelecer seu assentamento em L’Anse aux Meadows, até agora, ainda não havia ficado claro.

Nesta quarta-feira (20), foi informado que um novo tipo de técnica de datação usando uma tempestade solar de longa data como ponto de referência, revelou que o assentamento foi ocupado em 1021 d.C., há exatamente um milênio, e 471 anos antes da primeira viagem de Colombo, informa a agência Reuters.

Esta técnica foi utilizada em três pedaços de madeira cortados do assentamento, sendo que todos eles apontaram para o mesmo ano.

Muito antes de Cristóvão Colombo cruzar o Atlântico, oito "edifícios" de madeira cobertos de relva se encontravam acima de um pântano no Canadá

Wikicommons
Guests from Overseas, de Nicholas Roerich

A viagem dos povos viking representa múltiplos marcos para a humanidade.

“Muito respeito deveria ser mostrado para esses europeus nórdicos, por serem a primeira sociedade humana a atravessar o Atlântico“, comentou o geocientista Michael Dee, da Universidade de Groningen, nos Países Baixos, que liderou o estudo publicado na revista Nature, citado pela mídia.

Os vikings eram marinheiros oriundos de países como a Noruega, a Suécia e a Dinamarca. Eles se aventuraram pela Europa, por vezes invadindo territórios, ou então para atividades de comércio.

Em áudio vazado, militar bolsonarista que coordena Funai ameaça “meter fogo” em indígenas isolados do Amazonas

Estes povos possuíam extraordinárias habilidades de construção e navegação, estabelecendo assentamentos na Islândia e na Groenlândia. Suas embarcações de madeira eram propulsionadas por velas e remos. 

A Era viking é tradicionalmente definida entre os anos 793 d.C. e 1066 d.C. Por sua vez, a datação radiocarbônica se revelou muito imprecisa para datar o assentamento de L’Anse aux Meadows, descoberto em 1960, embora houvesse uma crença geral de que pertencia ao século XI.

No entanto, o novo método de datação baseia-se no fato de que as tempestades solares produzem um sinal radiocarbônico distinto nos anéis do crescimento anual das árvores. Através deles, ficou-se sabendo que houve uma tempestade solar significativa em 992 d.C.

Em todos os três pedaços de madeira examinados, de três árvores diferentes, 29 anéis de crescimento foram formados depois da tempestade solar, significando que a madeira foi cortada em 1021, explicou a arqueóloga da Universidade de Groningen, Margot Kuitems, autora principal do estudo.

Adicionalmente, também foi provado que não foram os povos nativos que cortaram a madeira, uma vez que havia evidências de lâminas de metal, algo que ainda não possuíam.


As opiniões expressas nesse artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul

Assista na Tv Diálogos do Sul

 

   

Se você chegou até aqui é porque valoriza o conteúdo jornalístico e de qualidade.

A Diálogos do Sul é herdeira virtual da Revista Cadernos do Terceiro Mundo. Como defensores deste legado, todos os nossos conteúdos se pautam pela mesma ética e qualidade de produção jornalística.

Você pode apoiar a revista Diálogos do Sul de diversas formas. Veja como:


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.

Redação Sputnik Brasil

LEIA tAMBÉM

PascualHernandezCUC
“Do genocídio praticado contra indígenas na Guatemala surgiu o termo palestinização”, afirma CUC
Peru-mulheres-indigenas-rio-maranon
Mulheres indígenas enfrentam petroleira para proteger Rio Marañón, no Peru
Cuba-bloqueio
EUA mantêm Cuba como patrocinadora do terrorismo para afogar projeto cubano de soberania
medicos-Cuba
Em 60 anos, médicos cubanos já socorreram 165 países e resistem à perseguição dos EUA