Pesquisar
Pesquisar

Coalizão pela Vida lança Aliança Parlamentar para alertar sobre necessidade de prevenção contra Covid-19

A Coalizão pela Vida, suprapartidária é composta por vereadores e deputados atuantes na cidade de São Paulo
Mara Ribeiro
Diálogos do Sul
São Paulo (SP)

Tradução:

Nesta sexta-feira (11), a Coalizão pela Vida, suprapartidária e composta por vereadores e deputados atuantes na cidade de São Paulo, lança a Aliança Parlamentar contra a Covid-19 às 17h.

A Aliança é mais uma iniciativa da Coalizão voltada a sensibilizar poder público, setor privado e sociedade para a necessidade de priorizar a prevenção nas ações contra a Covid-19 na cidade de São Paulo, sobretudo medidas que protejam os mais vulneráveis e mais afetados pela pandemia.

Lançada em 8 de abril, a Coalizão pela Vida já reúne 26 organizações acadêmicas e da sociedade civil, incluindo movimentos negro, feminista, LGBTQIA+, de saúde, educação, moradia, inclusão social e economia solidária. 

Além de fortalecer o papel dos parlamentares no enfrentamento do novo coronavírus, a Aliança Parlamentar se somará à Coalizão pela Vida em seus esforços para abrir diálogo com a Prefeitura de São Paulo (PMSP) em torno de uma Agenda Emergencial de Prevenção à Covid-19, que será anunciada no evento. 

A Coalizão pela Vida, suprapartidária é composta por vereadores e deputados atuantes na cidade de São Paulo

Pixabay
A Aliança Parlamentar contra a Covid-19 será importante parceira da Coalizão na discussão de propostas de prevenção da doença.

Para a Coalizão, a implementação imediata dessa agenda é fundamental para reduzir rápida e substancialmente o número de casos, mortes e  sequelados da doença, sobretudo na população mais afetada pela pandemia – pobres, negros, indígenas, moradores de habitações precárias e em situação de rua e profissionais de atividades de alto risco sanitário.

Entre as medidas previstas na Agenda Emergencial, estão a instalação de uma mesa de diálogo entre PMSP e sociedade civil; programa de testagem em massa, rastreamento e isolamento; prioridade da vacinação para áreas e grupos mais vulneráveis à pandemia; fim das aglomerações e reinclusão de janelas no transporte público; distribuição de kits com máscaras N95 ou PFF2 para uso no transporte e ambientes com pouca ventilação; e aulas presenciais apenas com segurança sanitária nas escolas, vacinação dos professores e duas testagens semanais da comunidade escolar.

Também integram a Agenda a suspensão de despejos, remoções e pagamento de prestações nos financiamentos de habitação popular; o fortalecimento da rede de proteção social para atendimento dos setores mais vulneráveis por meio dos Centros de Referência da Assistência Social (CRAS); a garantia de renda emergencial de ao menos R$ 600 mensais; e um  programa de segurança alimentar.

A Aliança Parlamentar contra a Covid-19 será importante parceira da Coalizão na discussão de propostas de prevenção da doença não apenas relacionadas à área de saúde, mas também no que concerne a medidas de cunho ambiental, econômico e social que revertam o agravamento das desigualdades sociais, étnico-raciais e de gênero ao longo da pandemia.

Aliás, é a própria PMSP que atesta o caráter desigual dos efeitos da Covid-19 na população paulistana. Divulgada em 13 de maio passado, a quinta fase do inquérito sorológico realizado pela prefeitura mostrou um quadro bastante desigual e cruel da pandemia para quem é pobre, negro e não teve acesso ao ensino superior na cidade mais rica do Brasil.

Segundo o inquérito, já foram infectados pelo novo coronavírus na capital paulista 37,9% nas classes D e E e 20,9% nas classes A e B. Dos que possuem ensino fundamental, 41,7% foram contaminados, mais que o dobro dos 19,2% que completaram o ensino superior. O trabalho constatou, ainda, que 37,6% da população preta e parda e 29,6% da branca foram contaminadas. 

Serviço:

Data: 11 de junho, sexta-feira, das 17h às 18h30. 

Para participar do evento, basta entrar neste link do aplicativo Zoom: bit.ly/3gkwT7H

O evento também será transmitido ao vivo pelo canal da Ação Educativa no Youtube: bit.ly/3zhadOw.

Lista de organizações integrantes da Coalizão pela Vida

Ação Educativa 

Associação das Médicas e Médicos pela Democracia (ABMMD-SP) 

Associação Profissão Jornalista (APJor)

BrCidades – rede de debate e construção de uma agenda para as cidades brasileiras

Brigada pela Vida

Central de Movimentos Populares (CMP)

Coalizão Negra por Direitos

Coordenação Nacional de Entidades Negras (CONEN)

Consulados das Famílias LGBTQI+

Coletivo Evangélicas pela Igualdade de Gênero 

Diretório Acadêmico da FAU/Mackenzie (DAFAM)

EMAU Mosaico (FAU/Mackenzie)

Família Seth (LGBTQIA+) 

Federação das Associações Comunitárias do Estado de São Paulo (FACESP) 

Fórum Municipal de Economia Solidária de São Paulo 

LabCidade – Laboratório Espaço Público e Direito à Cidade (FAU/USP)

Observatório de Lutas Urbanas do Instituto das Cidades da Unifesp (OLU-IC-Unifesp)

Marcha das Mulheres Negras de São Paulo

Movimento Negro Unificado (MNU)

Rede Democracia e Participação

Rede Nossas Cidades 

Rede Periférica LGBTQIA+ Família Stronger 

Serviço Franciscano de Solidariedade (SEFRAS) 

União dos Movimentos de Moradia (UMM) 

Visão Mundial


As opiniões expressas nesse artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul

Assista na Tv Diálogos do Sul

 

=

Se você chegou até aqui é porque valoriza o conteúdo jornalístico e de qualidade.

A Diálogos do Sul é herdeira virtual da Revista Cadernos do Terceiro Mundo. Como defensores deste legado, todos os nossos conteúdos se pautam pela mesma ética e qualidade de produção jornalística.

Você pode apoiar a revista Diálogos do Sul de diversas formas. Veja como:


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Mara Ribeiro

LEIA tAMBÉM

Lula
Frei Betto | Para Lula, momento exige maior sintonia entre governo e movimentos sociais
Lula-RS-Brasil (2)
Nas mãos de Lula, caos no RS é sequela do bolsonarismo: desmonte ambiental e fake news
mães - palestina
Dia das Mães: algumas mães só querem a paz de presente, lembra ato pró-Palestina em Brasília
RS - inundações
Chamado à solidariedade internacionalista: inundação no RS demanda mobilização