Pesquisar
Pesquisar

Comissões da Verdade investigam assassinatos de militantes da ALN

João Baptista Pimentel Neto

Tradução:

audienciacv2425A Comissão da Verdade do Estado de São Paulo “Rubens Paiva” em parceria com a Comissão Nacional da Verdade realizará audiência pública nos dias 24 e 25 de fevereiro de 2014 sobre oito casos de militantes da ALN – Ação Libertadora Nacional.

Nesta ocasião, serão tratados os assassinatos de: Alex de Paula Xavier Pereira, Gelson Reicher, Iuri Xavier Pereira, Ana Nacinovic Corrêa, Marcos Nonato da Fonseca, Arnaldo Cardoso Rocha, Francisco Emanuel Penteado e Francisco Seiko Okama.

 

Para esta audiência, a Comissão Nacional da Verdade convocou agentes públicos acusados de participação nas violações dos militantes da ALN.

Participação:

 

Iara Xavier – Comissão de Familiares dos Mortos e Desaparecidos Políticos
Adriano Diogo – Presidente da Comissão da Verdade do Estado de São Paulo “Rubens Paiva”
José Carlos Dias – Membro da Comissão Nacional da Verdade
Maria Rita Kehl – Membro Comissão Nacional da Verdade

Data: 24 e 25 de fevereiro
Horário: Das 10h às 18h
Auditório: Teotônio Vilela – 1º andar
Local: Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo
Av. Pedro Álvares Cabral, 201

TRANSMISSÃO AO VIVO PELA INTERNET

Todas as atividades realizadas na Assembleia Legislativa de São Paulo têm transmissão ao vivo pela internet. Acesse o link http://www.al.sp.gov.br/noticias/tv-alesp/assista/ e escolha no box o Auditório onde ela está sendo realizada.

E-mail:  comissaodaverdadesp@al.sp.gov.br

Fonte: https://www.facebook.com/ComissaoDaVerdade.SP


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.

João Baptista Pimentel Neto Jornalista e editor da Diálogos Do Sul.

LEIA tAMBÉM

PascualHernandezCUC
“Do genocídio praticado contra indígenas na Guatemala surgiu o termo palestinização”, afirma CUC
Peru-mulheres-indigenas-rio-maranon
Mulheres indígenas enfrentam petroleira para proteger Rio Marañón, no Peru
Cuba-bloqueio
EUA mantêm Cuba como patrocinadora do terrorismo para afogar projeto cubano de soberania
medicos-Cuba
Em 60 anos, médicos cubanos já socorreram 165 países e resistem à perseguição dos EUA