Pesquisar
Pesquisar

Despesas militares dos EUA superam as dos dez principais países juntos

Revista Diálogos do Sul

Tradução:

gastos militaresO orçamento militar estadunidense nos últimos dois anos foi maior que a soma dos gastos dos 10 países que mais investem em defesa e constituiu 40 por cento dos egressos mundiais nesse setor.

No período citado, o país destinou a atividades bélicas 668 bilhões de dólares, cerca de cinco por cento de seu Produto Interno Bruto, volume quatro vezes superior ao monte dedicado pela República Popular da China, que ocupa o segundo lugar nesse requisito.

Os Estados Unidos são também o principal exportador de armas, ao vender ao exterior mais que o dobro do vendido pela Rússia, seu competidor mais próximo, assinala hoje o jornal The Wall Street Journal, que cita dados do Instituto de Investigações para a Paz (SIPRI) com sede em Estocolmo, Suécia.

Isto ocorre mesmo com a crise financeira tendo obrigado o Pentágono a reajustar suas despesas, assim como a diminuição de fundos alocados a atividades em ultramar, depois do término da presença militar no Iraque desde dezembro de 2011 e a paulatina redução das atividades bélicas no Afeganistão.

Depois dos Estados Unidos, as nações que mais dedicam recursos à esfera militar são, por ordem de importância: China, Rússia, França, Reino Unido, Japão, Arábia Saudita, Alemanha, Índia e Brasil, destaca o artigo do Wall Street Journal.

Original de Pátria Latina


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Revista Diálogos do Sul

LEIA tAMBÉM

Netanyahu
Pouco há para comemorar na decisão da Corte Penal Internacional contra Netanyahu
Nationale Sozialisten,Demonstration,Recht auf Zukunft,Leipzig,17
Conluio da extrema-direita realizado em Madri é só a ponta do iceberg
EUA-fentanil
A DEA, a ofensiva contra o México, o fentanil e os mortos por incúria
Wang-Wenbin-China
China qualifica apoio dos EUA a separatismo em Taiwan como “grave violação” e exige retratação