Pesquisar
Pesquisar

Don Quixote – No cerebro da TV Globo

Revista Diálogos do Sul

Tradução:

Vídeo realizado para TV Cúpula dos povos, com a finalidade de alimentar o debate sobre comunicação no Brasil.

Noilton Nunes*

Noilton-Nunes_edit
Noilton Nunes é cineasta e documentarista

Nascido em Campos, Rio de Janeiro, em 8 de janeiro de 1947, é diretor, roteirista, diretor de fotografia, montador e produtor .

Frequentou o curso de cinema da Cinemateca do MAM – Rio de Janeiro 1968-70. Em 1968 realizou seu primeiro curta-metragem Neblina, premiado no Festival de Cinema Amador do Jornal do Brasil, no Cine Paissandu.

Nos anos 70 produziu os longa-metragens Ladrões de Cinema (1977), de Fernando Cony Campos, e Na Boca do Mundo (1979), de Antonio Pitanga, com Norma Bengell, além de diversos curtas e desenhos animados de Stil e Antonio Moreno.

Entre 1978 e 1980 foi presidente da Associação Brasileira de Documentaristas.

Em 1983 co-dirigiu o longa-metragem O Rei da Vela com Jose Celso Martinez, filme premiado com três Kikitos no Festival de Gramado de 1983 e representante do Brasil no Festival de Berlin em 1984.

Realizou também muitos outros curtas como diretor, roteirista, fotógrafo e/ou montador, como Leucemia (Melhor Curta de 1978 – Federação Nacional de Cineclubes e Jornada de Cinema da Bahia, representante do Brasil no Festival de Oberhausen, Alemanha); Histórias do CotidianoA Fábula da Festa no CéuAcorda LulaPassagem para outro mundo possívelEra uma vez um índio CarijóLeila FoxJudas AsvherusCaderneta de Campo (1983), premiado como Melhor Vídeo do I Festival de Vídeo do Brasil, promovido pelo Museu da Imagem e Som de São Paulo e Fotoptica (premiado com a primeira câmera de vídeo fabricada no país).  Daime Santa Maria, documentário gravado no Acre e no Amazonas em 1982, acompanhando expedição do Ministério da Justiça e da Polícia Federal ao seringal Rio do Ouro, para investigar o ritual do Santo Daime. O Trem no Brasil – Ontem – Hoje – Imagine Amanhã (2005) para as comemorações dos 150 anos da ferrovia no Brasil. Você já abriu os olhos (2004), documentário gravado durante o ritual do Kuarup de Orlando Villas Boas no Xingu. A Batalha da Ancinav sobre políticas audiovisuais do Brasil durante os debates para a criação da Ancinav. E Linha do Tucum – A Linha da Lealdade (2009), gravado no Seringal Céu dos Estorrões no Amazonas, Caravanas Euclidianas 2009/2010 – Se não nos falha a memória do futuro 2010 – Tela e Liberdade 2010.

Professor de cinema da Faculdade de Comunicação Helio Alonso e do SESC- Criador dos projetos Que Filme é Esse – O Cineasta do Mês – Caravanas Euclidianas e das novelas interativas Tela Nossa (2000) e O Amor por Princípio (2008).

Em 2009 finalizou o longa-metragem A Paz é Dourada, inspirado na vida e obra de Euclides da Cunha.

Atualmente, Noilton dedica-se a lançar o filme A Paz é Dourada, através das Caravanas Euclidianas, projeto da UNIRIO – SECAD – MEC, que leva a obra de Euclides da Cunha a professores e estudantes do estado do Rio de Janeiro, no centenário da morte do autor de Os sertões.

Noilton também está desenvolvendo as propostas da novela O Amor por Princípio, que acompanha o cotidiano de artistas em busca da realização de seus sonhos. O projeto inicial é para 30 capítulos com 26 minutos de duração cada, que terá continuidade com outra série, A Ordem por Base, que mostrará a vida de pessoas envolvidas em situações de risco, dependendo das ações da justiça brasileira para dar segmento normal às suas vidas, e finalizará a trilogia com O Progresso por Fim, que destacará o dia a dia de diversos trabalhadores que constroem o Brasil.

Noilton dedica-se ainda ao lançamento do primeiro livro da Coleção E-mails Publicáveis com O cineasta é antes de tudo um forte – humanidades e políticas audiovisuais através do correio eletrônico de Noilton Nunes – 2007-2009, um passeio na internet pelas listas da Abraci, ABD, CBC, CNC, Cine8 e Cinema Brasil.

E está finalizando o livro A Fabricação de um Filmemória, sobre o longo processo de produção do filme A Paz é Dourada.

Contato: noiltonunes@hotmail.com


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Revista Diálogos do Sul

LEIA tAMBÉM

Milei
"Barbárie" e "desequilíbrio emocional": Petro e Fernández criticam nova selvageria de Milei
José Raúl Mulino
Eleição no Panamá simboliza crise sistêmica que atinge democracia "representativa"
Vox-Abascal-Milei
Xenofobia e delírios ultradireitistas: Vox reúne asseclas em Madri
Xi Jinping - Putin
Encontro de Xi e Putin fortalece relação histórica e aliança contra ofensiva “dupla” dos EUA