Pesquisar
Pesquisar

É criminoso oferecer Brasil como palco para agressão dos EUA à Venezuela, diz Pimenta

O deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) denuncia a "inspeção conjunta" que Mike Pompeo e Ernesto Araujo farão na fronteira do Brasil com a Venezuela
Redação Viomundo
Viomundo
São Paulo (SP)

Tradução:

O secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, inicia nesta quinta-feira (17), uma visita oficial pela América do Sul.

No roteiro, estão Guiana, Suriname, Brasil e Colômbia.

A primeira parada será em Paramaribo, capital do Suriname, de onde segue para Georgetown, na Guiana.

Escala seguinte, Brasil.

Mike Pompeo desembarca na sexta-feira, em Boa Vista, no estado de Roraima.

Aí, ele e o ministro das Relações Exteriores brasileiro, Ernesto Araújo, farão juntos uma inspeção na fronteira do Brasil com a Venezuela.

Em vídeo, o deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) denuncia a postura absolutamente inaceitável do governo Bolsonaro, já que Pompeo é um inimigo declarado do governo Nicolás Maduro.

“Em pleno processo eleitoral nos EUA, o governo brasileiro se sujeita a levar este indivíduo [Pompeo] para fazer provocação ao povo venezuelano, acompanhado do nosso chanceler”, diz, indignado.

Pimenta questiona: ”É uma ameaça? É uma provocação? É uma demonstração de covardia do governo brasileiro?”

”É tudo isso”, ele mesmo responde.

E argumenta:

“Sempre fomos parceiros culturais, econômicos da Venezuela.

E assim deveria continuar sendo, não fosse essa atitude covarde do governo Bolsonaro e equipe que fazem questão de mostrar que são sabujos, espírito de vira-latas, na relação com os EUA.

E oferecem o Brasil para ser palco desse ato hostil, criminoso e vergonhoso contra o povo venezuelano”.

O deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) denuncia a "inspeção conjunta" que Mike Pompeo e Ernesto Araujo farão na fronteira do Brasil com a Venezuela

Fotos Públicas
Ernesto Araújo faz questão de mostrar que não passa de um sabujo vira-lata na relação com os EUA.

Em nota, PT repudia a visita de Mike Pompeo

Na tarde desta quarta-feira (16), o Partido dos Trabalhadores (PT) divulgou nota a respeito.

Nela manifesta profunda preocupação com a visita do chefe de Departamento do Estado dos EUA à Boa Vista.

Assinam a presidenta nacional do PT Gleisi Hoffmann e o secretário de Relações Internacionais Romênio Pereira.

Confira a íntegra da nota

PT repudia visita de Mike Pompeo a Roraima

“O Partido dos Trabalhadores (PT) manifesta uma profunda preocupação com a visita do Secretário de Estado dos Estados Unidos da América (EUA), Mike Pompeo, à cidade de Boa Vista, capital de Roraima.

Esta visita, prevista para a próxima sexta-feira, 18 de setembro, tem como objetivo seu encontro com imigrantes venezuelanos no Brasil para expressar seu apoio a esta população que, segundo o governo dos EUA, foge de um suposto regime ilegítimo de Nicolás Maduro.

As alegações contra Maduro são, porém, totalmente infundadas.

Não é possível acusar de ilegítimo um governo eleito num processo democrático e legal. Ilegítima é a constante ingerência estadunidense nos assuntos soberanos de outros país.

Causa ainda mais estranheza que esta viagem de Pompeo incluirá também outros países vizinhos da Venezuela, como a Colômbia e a Guiana, além do Suriname, país igualmente próximo.

O governo brasileiro, capitaneado por Jair Bolsonaro, demonstra mais uma vez sua submissão aos ditames do governo de Donald Trump, colocando-se sempre aberto a seguir suas ordens ou receber seus representantes em nosso território, num processo contínuo de afronta a nossa soberania.

O PT não se calará ante mais este ataque a nosso país e seguirá o caminho de sempre em sua defesa, sua total independência nas relações internacionais e a implementação de uma política soberana para toda a América do Sul.

Este é um caminho já trilhado quando ocupamos o governo federal, que se mostrou altamente exitoso não somente para o Brasil, como para seus vizinhos e outras nações em todo o mundo”.

Gleisi Hoffmann, Presidenta Nacional do PT

Romênio Pereira, Secretário de Relações Internacionais do PT

Redação Viomundo


As opiniões expressas nesse artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul

Veja também

 


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Redação Viomundo

LEIA tAMBÉM

protestos-peru
Cleptocracia, ignarocracia, bufocracia: o declínio do substantivo "democracia" no Peru
Bolivia-guerra-hibrida-eua (1)
Guerra híbrida na Bolívia entra em nova fase e EUA querem "mudança de regime" até 2025
Petro-Colombia
Petro reage a ataques de guerrilheiros contrários ao acordo de paz: "Não toleraremos"
Milei
"Barbárie" e "desequilíbrio emocional": Petro e Fernández criticam nova selvageria de Milei