"O comércio mundial já não utiliza apenas o dólar estadunidense", afirma diplomata russo

Konstantin Vnukov, revelou por que é importante encontrar uma alternativa ao dólar frente às sanções financeiras dos EUA

Redação Sputnik Brasil

Sputnik Brasil Sputnik Brasil

Entre 25 e 27 de fevereiro, o Clube Valdai de Discussões Internacionais, uma iniciativa russa, está realizando a reunião na cidade vietnamita de Ho Chi Minh, a primeira reunião do clube fora da Rússia.

O tema principal da reunião é como a Rússia e seus parceiros, incluindo o Vietnã, devem reagir às ações duras dos EUA no palco mundial e como promover a cooperação frente às sanções e guerras comerciais.

Em uma entrevista ao jornal Izvestia, Konstantin Vnukov declarou que Washington ameaça os parceiros de Moscou com sanções, tentando impedir as atividades das empresas russas.

Leia também:
Diálogos do Sul lança campanha de assinaturas colaborativas no Catarse 

Além disso, as instituições financeiras da China, o principal parceiro russo na Ásia, às vezes recusam realizar transações com empresas russas devido a possível aplicação de sanções por parte dos EUA e UE. 

Segundo o diplomata, hoje em dia o Ocidente está tentando limitar a atividade das empresas russas nos mercados por todo o mundo, incluindo na Ásia. Segundo ele, é possível encontrar uma alternativa ao dólar.

"Como se costuma dizer, 'o mundo não gira à volta do dólar', o uso das moedas nacionais em transações bilaterais, bem como esquemas flexíveis, ajudarão os parceiros que estão de boa-fé a lidar com essa situação com menores custos", disse ele.

Sputnik Brasil
O Ocidente está tentando limitar a atividade das empresas russas nos mercados por todo o mundo

Moscou fala sobre a desdolarização da sua economia há vários anos e está tentando diminuir sua dependência da divisa norte-americana após Washington e seus aliados terem imposto sanções ao país em 2014.

A Rússia quer também se livrar da dependência do dólar como moeda de reserva. No período entre abril e agosto de 2018, o Banco Central russo vendeu quase todos os seus títulos do Tesouro dos EUA, acelerando a compra de ouro.

Embora o dólar dos EUA continue sendo a moeda mais usada no mundo, nos últimos anos cada vez mais países, incluindo a UE, parceiro tradicional dos EUA, discutem o abandono do dólar nas transações internacionais.

Recomendadas para você

Comentários