Diálogos do Sul vai te ajudar a pensar a cidade. Chega de promessas e fraudes eleitorais

No próximo ano, cidadãos de todo o país vão eleger prefeitos e vereadores. Vamos trazer argumentos para exigir dos políticos compromisso com aquilo que é bom para sua cidade

Redação Diálogos do Sul

Diálogos do Sul Diálogos do Sul

São Paulo (SP) (Brasil)

Fique ligado. Reúna sua família, seus vizinhos, a Associação de Bairro e vamos, juntos, desenhar uma cidade inclusiva, mais humana. Não deixe que os oportunistas pensem por você o que é bom para o seu município, que é o lugar onde você vive, trabalha, sofre e se diverte.

Segundo o Calendário Eleitoral, no ano que vem haverá eleições municipais em todo o país. Temos tempo, portanto, para começar a pensar a Cidade em que nós vivemos. Temos que encarar a eleição municipal como de máxima importância. É ali, no município, no bairro, na rua em que você vive que as coisas essenciais a uma boa qualidade de vida acontecem.

O neoliberalismo, ou seja, o sistema financeiro que vem promovendo a desindustrialização, mais a ocupação dos centros de decisão por grandes empresas do setor imobiliário e do transporte, roubaram da cidadania o direito de participar das decisões e até o direito de curtir sua cidade, transformada, em sua maioria em problema, em dor de cabeça para os moradores.

Valter Campanato/Agência Brasil
Vamos fazer dessas eleições um exemplo de como elas devem ser: livres, soberanas, sem manipulação, com propostas programáticas

Na Nossa América, o índice de população urbana ultrapassa 70%, chegando a mais de 90% na Argentina, em alguns Estados Brasileiros, e capitais como Lima, Caracas, etc, com favelas e cortiços, callampas, villas e conventillos…

Como a má qualidade de vida virou um problema mundial, a ONU tem realizado Assembleias Especializadas para debater os problemas urbanos e do desenvolvimento. As Metas do Milênio, que deveriam ter liquidado a pobreza no mundo até 2010 foi um fracasso total. O neoliberalismo hegemônico aumentou a miséria humana em todo o planeta. 600 milhões de famintos abaixo do nível de pobreza.

A resposta ao fracasso foi a aprovação da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável. No marco desses lineamentos estratégicos uma Nova Agenda Urbana, foi aprovada pela III Conferência das Nações Unidas sobre Habitação e Desenvolvimento Urbano Sustentável, conhecida como Habitat III. 

A intenção da Revista Diálogos do Sul, é informar os resultados das discussões no âmbito da ONU e nos Legislativos dos países de Nossa América. Mostrar que há caminhos para que sua cidade possa ter um desenvolvimento sustentável. Queremos dar a você argumentos para exigir dos políticos da sua região um compromisso com aquilo que você quer e sabe que é bom para o município.

Chega de Fraude Eleitoral! Vamos fazer dessas eleições um exemplo de como elas devem ser: livres, soberanas, sem manipulação, com propostas programáticas.

Veja também


Comentários