Pesquisar
Pesquisar

Eleições na Costa Rica | O que se vota neste 6 de fevereiro; conheça a lista dos 25 candidatos

Três milhões e meio de pessoas estão habilitadas para votar. Apresentam-se 25 candidatos presidenciais. Tudo indica que haverá segundo turno.
Redação Página 12
Página 12
Buenos Aires

Tradução:

Três milhões e meio de costarriquenses estão habilitados para votar nas eleições gerais da Costa Rica de domingo 6 de fevereiro. Serão eleitos presidente, dois vice-presidentes e os 57 deputados da Assembleia Legislativa para o período 2022-2026.

Uma das coisas que surpreende nesta eleição é a quantidade de candidatos que competem pela primeira magistratura: 25. Segundo as pesquisas, a grande maioria destes candidatos não tem chance alguma de chegar às presidências.

A disputa se reduz a dois homens e uma mulher que lutam para passar ao quase certo segundo turno eleitoral, previsto para 3 de abril entre os dois candidatos mais votados. No primeiro turno ganha o que obtenha a maioria simples, com um mínimo de 40%.

Caso se cumpram as previsões das pesquisas, Costa Rica elegerá seu presidente em um segundo turno pela quarta vez em sua história moderna. As ocasiões anteriores foram em 2002, 2014 e 2018.

Três milhões e meio de pessoas estão habilitadas para votar. Apresentam-se 25 candidatos presidenciais. Tudo indica que haverá segundo turno.

página 12
25 candidatos

Os indecisos

Os principais candidatos são o ex presidente José María Figueres (1994-1998), do Partido Libertação Nacional (centro) e a ex vice-presidente Lineth Saborío (2002-2006) do Partido Unidade Social Cristã (centro-direita).

Os partidos de Libertação Nacional e o de Unidade Social Cristã marcaram a disputa pelo governo desde meados dos anos 80 hasta 2014, quando surgiu o Partido Ação Cidadã (centro-esquerda), liderado pelo atual presidente do país, Carlos Alvarado Quesada. O candidato oficialista, Welmer Ramos, aparece muito abaixo nas pesquisas, razão pela qual é altamente provável que o jovem partido fique fora do governo.

Partido Socialista vence e alcança maioria parlamentar nas eleições em Portugal

Outro candidato que busca chegar ao segundo turno é Fabricio Alvarado Muñoz da Nova República, um partido fundado em 2019, pertencente à direita.

A principal opção de esquerda é José María Villalta, da Frente Ampla (fundada em 2004), mas que parece ter poucas chances.

Rodrigo Chávez, do Partido Progresso Social Democrático (centro,fundado em 2018, é outro dos que aparece com alguma possibilidade de competir.

A chave dos principais candidatos passa por conseguir seduzir a massa de indecisos que as pesquisas indicam. Os estudos de opinião pública do Centro de Pesquisa e Estudos Políticos da Universidade da Costa Rica vêm mostrando que os indecisos estão acima de 40%. Na Costa Rica o voto é obrigatório, mas não há sanções por não votar.

Estas eleições ocorrem no contexto da pandemia provocada pela covid-19. A luta contra esta doença foi um dos temas de campanha. A este se somam o combate à corrupção e ao desemprego.

Chile à esquerda: o que podemos esperar do primeiro ano do governo de Gabriel Boric?

Os 25 candidatos

Uma das particularidades desta eleição é a quantidade de candidatos que se apresentam. “Seguramente um dos fatores que levaram a esta situação é o fato de que existe a percepção de que qualquer um pode acabar chegando à presidência”, avaliou o historiador Rafael Cuevas Molina em uma nota publicada no portal Nodal.

O ex-ministro da Educação durante o governo de José María Figueres afirmou que a proliferação de partidos se deve a que o interesse pela política mudou no país. Há um “repúdio aos partidos tradicionais”, ao mesmo tempo que são fundados novos partidos e lançadas candidaturas.

A lista completa de candidatos a presidente

  • José María Figueres – Partido Libertação Nacional

  • Lineth Saborío – Partido Unidade Social Cristã

  • Fabricio Alvarado – Partido Nova República

  • José María Villalta – Partido Frente Ampla

  • Rodrigo Chávez – Partido Progresso Social Democrático

  • Eliécer Feinzaig- Partido Liberal Progressista

  • Rolando Araya – Partido Costa Rica Justa

  • Welmer Ramos – Partido Ação Cidadã

  • Greivin Moya – Partido Força Nacional

  • Eduardo Cruickshank – Partido Restauração Nacional

  • Rodolfo Hernández – Partido Republicano Social Cristão

  • Federico Malavassi – Partido União Liberal

  • Sergio Mena – Partido Nova Geração

  • Rodolfo Piza – Partido Nosso Povo

  • Oscar Campos – Partido Encontro Nacional

  • Luis Cordero- Partido Movimento Libertário

  • Oscar López – Partido Acessibilidade Sem Exclusão

  • Natalia Díaz – Partido Unidos Podemos

  • Carmen Quesada – Partido Justiça Social Costarriquense

  • Christian Rivera – Partido Aliança Democrata Cristã

  • Maricela Morales – Partido União Costarriquense Democrática

  • Martín Chinchilla – Partido Povo Unido

  • Roulan Jiménez – Partido Movimento Social Democrata Costarriquense

  • Walter Muñoz – Partido Integração Nacional

  • Jhonn Vega – Partido Dos Trabalhadores

Redação Página 12

Tradução de Ana Corbisier


As opiniões expressas nesse artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul

Assista na Tv Diálogos do Sul

 

   

Se você chegou até aqui é porque valoriza o conteúdo jornalístico e de qualidade.

A Diálogos do Sul é herdeira virtual da Revista Cadernos do Terceiro Mundo. Como defensores deste legado, todos os nossos conteúdos se pautam pela mesma ética e qualidade de produção jornalística.

Você pode apoiar a revista Diálogos do Sul de diversas formas. Veja como:


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Redação Página 12

LEIA tAMBÉM

protestos-peru
Cleptocracia, ignarocracia, bufocracia: o declínio do substantivo "democracia" no Peru
Bolivia-guerra-hibrida-eua (1)
Guerra híbrida na Bolívia entra em nova fase e EUA querem "mudança de regime" até 2025
Petro-Colombia
Petro reage a ataques de guerrilheiros contrários ao acordo de paz: "Não toleraremos"
Milei
"Barbárie" e "desequilíbrio emocional": Petro e Fernández criticam nova selvageria de Milei