Pesquisar
Pesquisar

Em homenagem ao aniversário de José Martí, III Conferência Internacional pelo Equilíbrio do Mundo será realizada em Cuba

Revista Diálogos do Sul

Tradução:

Foto: Flickr/Beat Muttenzer

Em comemoração aos 160 anos do nascimento de José Martí, grande líder e revolucionário latino-americano, será realizada a III Conferência Internacional PELO EQUILIBRIO DO MUNDO. O evento que ocorrerá no Palácio de Convenções de Havana, em Cuba – nos dias 28, 29 e 30 de janeiro – será uma das principais comemorações desse aniversário Martiano.

Patrocinada pela UNESCO por meio do Projeto José Martí de Solidariedade Mundial, a conferência pretende reunir interessad@s das mais diversas correntes de pensamento, disciplinas, instituições e países identificados com preocupações comuns da vida contemporânea.

Como inspiração a célebre afirmação martiana “Pátria é humanidade” norteará os encontros comprometidos com a constituição de um mundo em equilíbrio, diverso, educado, culto, ecologicamente sustentável e socialmente justo, interdependente e ao mesmo tempo respeitoso da soberania das nações, contra as tendências hegemônicas e excludentes.

Os eixos temáticos e atividades serão as seguintes:

  • A humanidade face aos dilemas globais
  • Desenvolvimento sustentável, equidade e justiça social: as sendas para consegui-lo.
  • A mobilização social e o diálogo para encarar os perigos reais de uma confrontação nuclear.
  • O terrorismo, o narcotráfico, a pobreza e a violência: mais incuráveis?
  • A crise econômica mundial: causas reais, efeitos e soluções.
  • As novas tecnologias da informação e seu impacto na sociedade.
  • Papel da educação nas circunstâncias do mundo atual.
  • O diálogo de civilizações e a cultura da paz, frente ao fundamentalismo de qualquer natureza.
  • A arte e a literatura: um papel social?
  • A juventude como setor dinâmico da sociedade: necessidade do diálogo de gerações.
  • América Latina e o Caribe: rumo à integração almejada pelos fundadores
  • José Martí e seu acervo latino-americano e universal.
  • José Martí e sua dimensão política e social.
  • Simón Bolívar e José Martí e o equilíbrio do mundo

O resultado dos debates, bem como as diferentes palestras e intervenções serão recolhidos em dispositivos de armazenamento que, uma vez editados, serão endereçados – com apoio das comissões nacionais da UNESCO – para universidades, bibliotecas, organizações não governamentais, ministérios de educação e associações de escritores e artistas dos diferentes países.

Para mais informações acesse o site oficial do evento http://www.porelequilíbriodelmundocuba.com ou envie email para scjmarti@enet.cujmarti@cubarte.cult.cuhpardo@ceniai.inf.cu.


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Revista Diálogos do Sul

LEIA tAMBÉM

Gustavo Petro
Violação dos acordos de paz: entenda por que Petro vai denunciar a própria Colômbia na ONU
Haiti
Haiti: há pelo menos 20 anos comunidade internacional insiste no caminho errado. Qual o papel do Brasil?
Betty Mutesi
“Mulheres foram protagonistas na reconstrução da paz em Ruanda”, afirma ativista Betty Mutesi
Colombia-paz
Possível retomada de sequestros pelo ELN arrisca diálogos de paz na Colômbia