Pesquisar
Pesquisar

Em quarentena, Chilenos celebram aniversário de Salvador Allende nas redes sociais

Milhares de pessoas recordam hoje o 112º aniversário do nascimento do ex-presidente do Chile
Redação Prensa Latina
Prensa Latina
Santiago

Tradução:

Embora o confinamento pela pandemia da Covid-19 impeça as homenagens públicas e até a peregrinação ao seu túmulo, milhares de chilenos recordam hoje Salvador Allende no 112º aniversário do seu nascimento. 

Nas redes sociais, como se estivesse de corpo presente, muitos o felicitam, enquanto outros vão além e trazem à atualidade as ideias e o exemplo do “companheiro Presidente”, como o chamavam quando ocupou o palácio de La Moneda, as classes mais humildes de Chile que viram nele seu primeiro e genuíno representante.

APOIE A DIÁLOGOS

O periódico El Siglo, em um artigo de seu diretor, Hugo Guzmán, assegura que Salvador Allende é recordado hoje quando alguns “não duvidam em defini-lo como o líder social e político mais importante e influente na história do Chile nos dois últimos séculos”.

Milhares de pessoas recordam hoje o 112º aniversário do nascimento do ex-presidente do Chile

Reprodução: Flickr
Homenagem ao ex-presidente chileno Salvador Allende

Argumenta que “sua marca se irradiou nacional e internacionalmente e seu pensamento é fonte recorrente em espaços acadêmicos, legislativos, políticos, sindicais, estudantis, de historiadores”.

Pontua que sua prática como médico, militante socialista, figura fundamental da esquerda chilena, ministro, parlamentar e Presidente da República, foi mostra de coerência e retidão no último gesto de defesa irrestrita do mandato popular e constitucional de defender a presidência, instalado e combatendo no palácio presidencial de La Moneda. 

Para Paula Vidal Molina, acadêmica da Faculdade de Ciências Sociais da Universidade do Chile, seu ideário se mantém vigente há mais de oito meses desde 18 de outubro de 2019, quando milhões de chilenos se lançaram às ruas cansados do neoliberalismo e reclamando uma transformação profunda da sociedade. 

RECEBA NOSSO BOLETIM

Agrega que hoje se somam as consequências da crise sanitária, econômica, social e política que pagam milhares de trabalhadores precarizados, desempregados e empobrecidos, junto às famílias cada vez mais endividadas e obrigadas a expor sua vida para conseguir o sustento diário.

Recorda que nesta conjuntura, o triunfo da Unidade Popular com Allende à cabeça, expressa o caminho que escolheu o povo chileno há 50 anos para avançar em justiça e igualdade social. 

“Revisitar algumas das ideias sobre a igualdade concebidas por Salvador Allende, pode dar luzes sobre sua vigência para impulsionar transformações no Chile(…) e “se faz mais necessário que nunca depois de observar o manto de barbárie social que apresenta e acrescenta a sociedade neoliberal” conclui a académica.


As opiniões expressas nesse artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul

Veja também 


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Redação Prensa Latina

LEIA tAMBÉM

protestos-peru
Cleptocracia, ignarocracia, bufocracia: o declínio do substantivo "democracia" no Peru
Bolivia-guerra-hibrida-eua (1)
Guerra híbrida na Bolívia entra em nova fase e EUA querem "mudança de regime" até 2025
Petro-Colombia
Petro reage a ataques de guerrilheiros contrários ao acordo de paz: "Não toleraremos"
Milei
"Barbárie" e "desequilíbrio emocional": Petro e Fernández criticam nova selvageria de Milei