Pesquisar
Pesquisar

Enfrentando colapso sanitário, governador do RS vai ao STF pedir volta das aulas presenciais

O CPERS classificou a iniciativa como “surreal”. “Enquanto fala bonito para as câmeras, sua PGE atua a favor do negacionismo e do caos. Corpos estão sendo empilhados"
Redação Sul 21
Sul 21
Porto Alegre (RS)

Tradução:

A Procuradoria-Geral do Estado do Rio Grande do Sul (PGE) protocolou, na noite desta quarta-feira, (3), no Supremo Tribunal Federal (STF), um pedido de suspensão de liminar proferida pelo juízo da 1ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Porto Alegre e mantida pelo Tribunal de Justiça gaúcho.

m

Segundo a PGE, a decisão decorrente de ação civil pública ajuizada pela Associação Mães e Pais pela Democracia “implica grave lesão à ordem e à saúde públicas, motivo pelo qual deve ser suspensa”.

O CPERS classificou a iniciativa como “surreal”. “Enquanto fala bonito para as câmeras, sua PGE atua a favor do negacionismo e do caos. Corpos estão sendo empilhados"

Foto: Felipe Dalla Valle/ Palácio Piratini
Governador do Rio Grande do Sul Eduardo Leite pede retorno das aulas no estado.

Ainda segundo a Procuradoria, “o conjunto das medidas adotadas pelo Poder Executivo é bastante rigoroso diante do agravamento da crise sanitária no Rio Grande do Sul e que a decisão configura intervenção judicial sobre atos normativos expedidos pelo Poder Executivo com vistas ao enfrentamento da pandemia causada pelo coronavírus, impactando diretamente sobre os limites e contornos do princípio da separação dos Poderes”.

No pedido encaminhado ao STF, a PGE afirma que “as aulas presenciais seriam restritas à educação infantil e aos anos iniciais do ensino fundamental (1º e 2º anos), reduzindo-se, assim, a movimentação de pessoas e, consequentemente, a circulação do vírus”.

A medida foi dirigida ao presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, e aguarda apreciação.

O CPERS classificou a iniciativa do governo Eduardo Leite como “surreal”. “Enquanto o governador fala bonito para as câmeras, sua PGE atua a favor do negacionismo e do caos. Corpos estão sendo empilhados em contêineres, Eduardo Leite.

Por que tanto empenho em aumentar a circulação nas escolas? Nossas vidas importam!”, afirmou o sindicato em suas redes sociais.

Redação Sul21


As opiniões expressas nesse artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul

Assista na Tv Diálogos do Sul

   

Se você chegou até aqui é porque valoriza o conteúdo jornalístico e de qualidade.

A Diálogos do Sul é herdeira virtual da Revista Cadernos do Terceiro Mundo. Como defensores deste legado, todos os nossos conteúdos se pautam pela mesma ética e qualidade de produção jornalística.

Você pode apoiar a revista Diálogos do Sul de diversas formas. Veja como:


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Redação Sul 21

LEIA tAMBÉM

Lula-RS-Brasil (2)
Nas mãos de Lula, caos no RS é sequela do bolsonarismo: desmonte ambiental e fake news
mães - palestina
Dia das Mães: algumas mães só querem a paz de presente, lembra ato pró-Palestina em Brasília
RS - inundações
Chamado à solidariedade internacionalista: inundação no RS demanda mobilização
Lula - 1 de maio
Cannabrava | Lula se perdeu nos atos de 1º de maio