Pesquisar
Pesquisar

Esquerda reitera defesa da Revolução Cubana e expulsa extrema-direita em ato em SP

Centenas se manifestaram, no último sábado, em apoio a Cuba e seu processo constituinte. Do lado opositor, oito pessoas compareceram
Redação
São Paulo (SP)

Tradução:

Duas mobilizações foram marcadas em frente ao consulado de Cuba no último sábado (26). Uma tinha como objetivo atacar a Revolução liderada por Fidel Castro e o grupo de guerrilheiros de Serra Maestra. O outro foi convocado para apoiar a ilha e seu processo político.

Centenas se manifestaram, no último sábado, em apoio a Cuba e seu processo constituinte. Do lado opositor, oito pessoas compareceram

Vanessa Martina Silva
Manifestação realizada no último sábado (26) em frente ao consulado de Cuba, em São Paulo

Centenas de pessoas de vários partidos políticos e movimentos populares, como o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), se reuniram para agradecer a solidariedade cubana com diversos países do mundo, incluindo o Brasil, onde os cubanos o  programa Mais Médicos e o método de alfabetização “Eu sim posso”.

Do outro lado, cinco pessoas, a maioria de cubanos, filmavam a manifestação e faziam comentários críticos a Cuba e aos que se manifestavam diante do consulado. 

Após uma provocação feita por um dos integrantes do grupo opositor, a exígua mobilização convocada por integrantes do Movimento Brasil Livre (MBL) foi expulsa do ato a bandeiradas.

Confira a galeria de imagens:

Dezenas de trabalhadores rurais estiveram presentes no ato e agradeceram a solidariedade cubana | Vanessa Martina Silva

Comitês de solidariedade a Cuba de São Paulo e Santos compareceram ao ato | Vanessa Martina Silva

Opositores do governo cubano | Vanessa Martina SilvaManifestação opositora contou com sete pessoas em seu ponto alto | Vanessa Martina SilvaDurante a maior parte do tempo, ambas as manifestações co-existiram pacificamente | Vanessa Martina Silva

Após provocação, oposição é expulsa do local | Vanessa Martina Silva 


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Redação

LEIA tAMBÉM

protestos-peru
Cleptocracia, ignarocracia, bufocracia: o declínio do substantivo "democracia" no Peru
Bolivia-guerra-hibrida-eua (1)
Guerra híbrida na Bolívia entra em nova fase e EUA querem "mudança de regime" até 2025
Petro-Colombia
Petro reage a ataques de guerrilheiros contrários ao acordo de paz: "Não toleraremos"
Milei
"Barbárie" e "desequilíbrio emocional": Petro e Fernández criticam nova selvageria de Milei