Pesquisar
Pesquisar

EUA são mestres em desinformação e maiores sabotadores da paz mundial, dispara China

Ainda segundo Wang Wenbin, Washington segue com sua política de chantagem e manipulação para fazer com que países satisfaçam seus "caprichos"
Redação Sputnik Brasil
Sputnik Brasil
Rio de Janeiro (RJ)

Tradução:

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Wang Wenbin, afirmou que os EUA são “mestres da desinformação” e os “maiores sabotadores” da paz mundial, criticando a ingerência norte-americana e europeia nos assuntos internos da China.

Os EUA, disse o porta-voz, sempre se fazem de “mocinhos” na ONU, contudo são absolutamente o “contrário”: os EUA e a OTAN invadiram, para garantir seus interesses, a antiga Iugoslávia, Iraque, Síria e outras nações, e agora negam o uso da força contra estes Estados soberanos.

“Os fatos mostram que os EUA são mestres da desinformação e da diplomacia coercitiva, os maiores sabotadores da paz e da estabilidade internacional e regional”, destacou.

Além disso, os norte-americanos, que tanto dizem respeitar os direitos humanos, conduziram “guerras de agressão” contra o Afeganistão e Iraque, “matando mais de 300 mil civis, além de desabrigar mais de 26 milhões de pessoas”, afirmou Wang Wenbin.

Ainda segundo Wang Wenbin, Washington segue com sua política de chantagem e manipulação para fazer com que países satisfaçam seus "caprichos"

Embaixada da China
"Os fatos mostram que os EUA são mestres da desinformação e da diplomacia coercitiva", disse Wang Wenbin

O representante do MRE chinês também recordou que os “mocinhos” de Washington cometem tantos crimes de guerra contra a humanidade quanto outros e que, ao serem ameaçados, começam a disparar sanções, como foi o caso dos funcionários da Corte Penal Internacional que investigavam os crimes de guerra dos militares norte-americanos no Afeganistão, e acabaram sendo sancionados por Washington.

Senadores dos EUA querem impedir relações da América Latina com Rússia e China

O porta-voz destacou que os americanos seguem com sua política de chantagem e manipulação para fazer com que os países satisfaçam seus “caprichos”, e aqueles que não o fazem são punidos com sanções.

Estas atitudes e ações dos EUA estão afetando não apenas os americanos, como também seus aliados europeus, que estão pagando alto pelas ações egoístas de Washington.

Redação Sputnik Brasil



As opiniões expressas nesse artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul

Assista na TV Diálogos do Sul



Se você chegou até aqui é porque valoriza o conteúdo jornalístico e de qualidade.

A Diálogos do Sul é herdeira virtual da Revista Cadernos do Terceiro Mundo. Como defensores deste legado, todos os nossos conteúdos se pautam pela mesma ética e qualidade de produção jornalística.

Você pode apoiar a revista Diálogos do Sul de diversas formas. Veja como:

  • PIX CNPJ: 58.726.829/0001-56 

  • Cartão de crédito no Catarse: acesse aqui
  • Boletoacesse aqui
  • Assinatura pelo Paypalacesse aqui
  • Transferência bancária
    Nova Sociedade
    Banco Itaú
    Agência – 0713
    Conta Corrente – 24192-5
    CNPJ: 58726829/0001-56

       Por favor, enviar o comprovante para o e-mail: assinaturas@websul.org.br 


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.

Redação Sputnik Brasil

LEIA tAMBÉM

Brasil-diplomacia-Lula
Ausência do Brasil em cúpula de Zelensky é mais um acerto da diplomacia brasileira
Russia-Coreia-do-Norte
Aliança Rússia-Coreia do Norte reconfigura geopolítica e devora hegemonia dos EUA na Ásia
milei-diaz-ayuso
Presidenta de Madri entrega a Milei medalha também dada a Zelensky e Guaidó
eua-louisiana-2
"Querem impor uma teocracia", alerta deputado dos EUA sobre "10 mandamentos" em Louisiana