Pesquisar
Pesquisar

Fernández entra com pedido de impeachment contra juízes do Supremo Tribunal da Argentina

Junto com o presidente, assinam o pedido governadores de 12 províncias argentinas, que acusam quatro integrantes da corte
Redação Sputnik Brasil
Sputnik Brasil
São Paulo (SP)

Tradução:

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, pediu nesta terça-feira (3) a abertura de um processo de impeachment contra quatro juízes da Corte Suprema de Justiça da Nação Argentina, a mais alta corte do país.

O documento pedindo a abertura do processo foi publicado por Fernández em suas redes sociais. Junto com o presidente, assinam o documento governadores de 12 das 24 províncias argentinas.

Assinei, juntamente com os governadores e governadoras, o pedido de cassação do presidente da CSJN, Horacio Rosatti, por ter reiteradamente praticado conduta que configura causa de mau desempenho de suas funções previstas no art. 53 da Constituição.

O texto do documento acusa os integrantes do tribunal de “violar a lei de ética pública e mau desempenho” ao ordenar que o governo eleve para 2,95% a porcentagem de impostos a serem transferidos pelo Estado para a cidade de Buenos Aires, algo que o presidente afirmou “ser impossível de cumprir”.

São alvos do pedido, o presidente do tribunal, Horacio Rosatti, e os juízes Carlos Rosenkrantz, Juan Carlos Maqueda e Ricardo Lorenzetti. Fernández pediu à sua coligação, Frente de Todos, que apoie o pedido para iniciar o processo no Congresso.

Redação | Sputnik Brasil


As opiniões expressas nesse artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul

Assista na TV Diálogos do Sul


Se você chegou até aqui é porque valoriza o conteúdo jornalístico e de qualidade.

A Diálogos do Sul é herdeira virtual da Revista Cadernos do Terceiro Mundo. Como defensores deste legado, todos os nossos conteúdos se pautam pela mesma ética e qualidade de produção jornalística.

Você pode apoiar a revista Diálogos do Sul de diversas formas. Veja como:


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Redação Sputnik Brasil

LEIA tAMBÉM

Gustavo Petro
Violação dos acordos de paz: entenda por que Petro vai denunciar a própria Colômbia na ONU
Haiti
Haiti: há pelo menos 20 anos comunidade internacional insiste no caminho errado. Qual o papel do Brasil?
Betty Mutesi
“Mulheres foram protagonistas na reconstrução da paz em Ruanda”, afirma ativista Betty Mutesi
Colombia-paz
Possível retomada de sequestros pelo ELN arrisca diálogos de paz na Colômbia