Pesquisar
Pesquisar

Foto de bombeiros mexicanos solidários viraliza nas redes após comentário xenófobo de Trump

“É uma foto poderosa porque mostra que não importa o que o presidente diga sobre os mexicanos, eles são solidários”, disse o advogado Juan Escalante
Redação La Jornada
La Jornada
Cidade do México

Tradução:

A foto de um grupo de bombeiros mexicanos de Guanajuato que acudiram para ajudar nos incêndios de Almeda, Oregon, se tornou viral em várias plataformas após ser postada pelo canal de notícias News 10 no fim de semana.

Chris Chambers, o porta-voz de Bombeiros e Resgate de Ashland, disse sentir-se “estimulado pelos bombeiros de nossa cidade irmã de Guanajuato que acudiram no momento em que souberam da notícia para tratar de ajudar-nos a combater o fogo”. 

Chambers afirmou que o grupo de bombeiros pagou por seu traslado e que seu departamento só se encarregou do alojamento.

O advogado de Imigração, Juan Escalante, tuitou a fotografia que no início foi subida ao Facebook de Ambar Rodríguez de News 10 com a citação: Quando o México manda sua gente”, em referência a um comentário realizado pelo presidente Estados Unidos, Donald Trump, efetuado no princípio de seu mandato.

“É uma foto poderosa porque mostra que não importa o que o presidente diga sobre os mexicanos, eles são solidários”, disse o advogado Juan Escalante

Facebook de Ambar Rodríguez
Os Vulcanos de Guanajuato na imagem que se tornou viral no fim de semana nas redes sociais

Ação dos Bombeiros colocou Trump na berlinda

De acordo com o Washington Post, ao discutir a política migratória, Trump disse: “quando o México manda sua gente, eles não estão enviando o melhor”.

“A foto compartilhada por Rodríguez mostra que em um momento no qual temos um presidente sumamente divisionista que tenta menosprezar nossos aliados e insultar as pessoas, existe ainda gente, especificamente nossos vizinhos bombeiros do México, dispostos a responder ao chamado e vir ajudar”, afirmou Escalante, que assegurou que a imagem é a demonstração da solidariedade que existe entre o México e os Estados Unidos apesar dos comentários de Trump.

“É uma foto poderosa porque mostra que não importa o que o presidente diga sobre os mexicanos, eles estão dispostos a dar uma mão”, afirmou Escalante.

Auxílio aos evacuados e animais domésticos

Entretanto, Chambers disse que desafortunadamente, o grupo de bombeiros não pode se unir ao combate dos incêndios, posto que não receberam às 40 horas de treinamento nos protocolos necessários para formar parte das unidades locais, mas que foram muito valiosos ao auxiliar os evacuados. 

“Com um alto número da comunidade latina deslocada de Phoenix e Talent realmente ajudou muito ter falantes de espanhol”, afirmou Chambers sobre os bombeiros que foram situados na Expo Center onde assistem aos evacuados.

Adicionalmente, um dos bombeiros que é veterinário também ajuda com os mascotes que chegaram com seus donos. 

“É incrível, nossos corações se alegraram tanto de vê-los, o fato de que tenham chegado assim, só fala dos enormes corações que têm”, afirmou Chambers.

Guanajuato y Ashland têm sido cidades irmãs por 50 anos e Chambers disse que conheceu o grupo de bombeiros mexicanos quando visitou sua cidade para treiná-los.

Redação de La Jornada

La Jornada, especial para Diálogos do Sul — Direitos reservados.

Tradução: Beatriz Cannabrava


As opiniões expressas nesse artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul

Veja também

 


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Redação La Jornada

LEIA tAMBÉM

Héctor Llaitul
Sem provas, justiça do Chile condenou líder mapuche Héctor Llaitul em prol de madeireiras
Palestina
Ocidente deveria se preocupar com massacre operado por Netanyahu livremente
Assange
Silêncio, imperialismo e guerra midiática: por que não podemos nos esquecer de Assange?
Prancheta 55
Reino Unido decide expulsar mais de 50 mil pessoas solicitantes de asilo para Ruanda