Pesquisar
Pesquisar

Fragmentos de quatro crianças astecas são encontrados na Cidade do México

Cientistas do INAH encontraram os esqueletos dentro do que acreditam que foi uma casa tradicional asteca de quatro quartos que data entre 1521 e 1620
Redação Prensa Latina
Prensa Latina
Cidade do México

Tradução:

Os fragmentos de quatro crianças astecas de antiguidade de aproximadamente cinco séculos foram encontrados no coração da cidade do México, confirmou hoje o Instituto Nacional de Antropologia e Historia (INAH).

Cientistas do INAH encontraram os esqueletos dentro do que acreditam que foi uma casa tradicional asteca de quatro quartos que data entre 1521 e 1620, período colonial precoce do país, diz uma nota da instituição.

Segundo a fonte, durante as escavações também descobriram objetos pré-hispânicos quase intactos depois de séculos, incluindo jarros de argila, louças de cerâmica e uma figura de pedra com a imagem de uma mulher com uma criança nos braços.

Os astecas foram uma civilização guerreira e profundamente religiosa, que construía obras monumentais e praticava sacrifício humano. No entanto, os pesquisadores disseram que as crianças encontradas haviam morrido de causas naturais e que foram enterrados em um estilo pré-hispânico tradicional. 

Carlos Campos, arqueólogo que dirigiu a escavação, disse que os indígenas enfrentaram duras condições de vida e não puderam fugir depois que os conquistadores espanhóis tomaram a capital asteca, Tenochtitlán, que se converteu na Cidade do México. 

Cientistas do INAH encontraram os esqueletos dentro do que acreditam que foi uma casa tradicional asteca de quatro quartos que data entre 1521 e 1620

Chaccard – Wikimedia Commons

Os astecas governaram um império que se estendia do Golfo do México até o Oceano Pacífico, abarcando grande parte do atual México central

Os arqueólogos continuam desenterrando fragmentos da cultura asteca sob a Cidade do México. Em dezembro, encontraram fragmentos de um elaborado altar perto da tradicional Praça Garibaldi, famosa por seus mariachis e festa, agrega a nota. 

Recordam que os astecas governaram um império que se estendia desde o Golfo do México até o Oceano Pacífico, abarcando grande parte do atual México central. Tenochtitlán foi conquistada pelo espanhol Hernán Cortés em 1521.


As opiniões expressas nesse artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul

Assista na TV Diálogos do Sul



Se você chegou até aqui é porque valoriza o conteúdo jornalístico e de qualidade.

A Diálogos do Sul é herdeira virtual da Revista Cadernos do Terceiro Mundo. Como defensores deste legado, todos os nossos conteúdos se pautam pela mesma ética e qualidade de produção jornalística.

Você pode apoiar a revista Diálogos do Sul de diversas formas. Veja como:


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Redação Prensa Latina

LEIA tAMBÉM

protestos-peru
Cleptocracia, ignarocracia, bufocracia: o declínio do substantivo "democracia" no Peru
Bolivia-guerra-hibrida-eua (1)
Guerra híbrida na Bolívia entra em nova fase e EUA querem "mudança de regime" até 2025
Petro-Colombia
Petro reage a ataques de guerrilheiros contrários ao acordo de paz: "Não toleraremos"
Milei
"Barbárie" e "desequilíbrio emocional": Petro e Fernández criticam nova selvageria de Milei