Pesquisar
Pesquisar

Frei Betto | Mara Kotscho (1953-2023), A DEUS!

Afinal, você saiu do casulo e virou borboleta
Frei Betto
Diálogos do Sul
São Paulo (SP)

Tradução:

A perda de Mara Kotscho, acometida de tumor no cérebro, dói em mim. Muito. Ricardo, as filhas, Mariana e Carolina, e inúmeros amigos e amigas sabem que era uma de minhas melhores e mais próximas amigas. Já no hospital, disse à família que a recíproca era verdadeira.

Nos conhecemos em 1978, em São Paulo, em plena greve dos metalúrgicos do ABC. Ela e Ricardo, recém-chegados da Alemanha, onde ele trabalhou como correspondente do “Jornal do Brasil”, e eu, de Vitória, onde morei cinco anos em uma favela após deixar a prisão. 

Frei Betto | Se queremos viver a Quaresma segundo Jesus, devemos dar um pouco de nós

Foi naquele almoço que Mara e Ricardo expressaram a preocupação de encontrar um espaço de nutrição espiritual. As paróquias lhes pareciam muito impessoais. Assim, nasceu o Grupo de Oração que, no decorrer de décadas, se multiplicou por São Paulo, Rio e Minas. São incontáveis os retiros espirituais que partilhamos.

Mara e eu éramos confidentes. Abríamos a alma um para o outro. E me enriquecia a nossa diversidade religiosa. Embora cristã, ela se tornou adepta convicta do mestre indiano Yogananda, que li graças às indicações dela. E com muito proveito. Minha ligação maior sempre foi com o Evangelho, que ela dizia ter dificuldade de entender. Esse estímulo me levou a escrever inúmeros textos sobre a leitura e a compreensão da Bíblia, como “Jesus militante” (Vozes, 2022).

Mara era muito criativa. Formada em Sociologia pela USP, fundou o DataFolha, um dos principais institutos de pesquisas do Brasil. Assessorou campanhas políticas, sempre pautada pela competência e a excessiva responsabilidade em sua atividade profissional.

Discreta, pouco falava de si. Dedicava-se à família como se todos dela dependessem, e com um afinco quase exagerado, sem dar sinais de conhecer o cansaço ou se deixar vencer por limitações. Se tivesse que escolher um único vocábulo para defini-la seria cuidadora. Cuidava com esmero do marido, das filhas, dos netos, da casa, e de quem a solicitasse. Com muita dedicação, cuidou da mãe que viveu além dos 90 anos. 

Frei Betto | Campanha da Fraternidade de 2023 encara problema urgente do Brasil: a fome

Impressionava-me sua habilidade em exercer atividades intelectuais e manuais. Em casa, era capaz de fazer consertos hidráulicos e elétricos. Opinou e participou de quase toda a obra do sítio familiar em Porangaba (SP).

Mara tinha fala suave e gestos comedidos. Gostava de uma boa conversa e raramente deixava de tomar refrigerante para saborear uma caipirinha. Jamais dispensava chocolates, sempre à mão. 

Sentirei saudades dessa minha irmã que, ao lado do Ricardo, acolheu em sua casa meus pais em visita a São Paulo, e filha de amigos, como Lula. E Mara e Ricardo foram anjos da guarda quando cuidei de meu irmão caçula transtornado por problemas psíquicos.

A Deus, querida Mara. Afinal, você saiu do casulo e virou borboleta!

Frei Betto é escritor, autor de “A arte de semear estrelas” (Rocco), entre outros livros, editados no Brasil e no exterior. Você poderá adquiri-los com desconto na Livraria Virtual – www.freibetto.org. Ali os encontrará a preços mais baratos e os receberá em casa pelo correio.


As opiniões expressas nesse artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul

Assista na TV Diálogos do Sul


Se você chegou até aqui é porque valoriza o conteúdo jornalístico e de qualidade.

A Diálogos do Sul é herdeira virtual da Revista Cadernos do Terceiro Mundo. Como defensores deste legado, todos os nossos conteúdos se pautam pela mesma ética e qualidade de produção jornalística.

Você pode apoiar a revista Diálogos do Sul de diversas formas. Veja como:


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Frei Betto Escritor, autor de “Cartas da prisão” (Companhia das Letras); “Batismo de sangue” (Rocco); e “Diário de Fernando – nos cárceres da ditadura militar brasileira” (Rocco), entre outros livros 74 livros editados no Brasil, dos quais 42 também no exterior. Você poderá adquiri-los com desconto na Livraria Virtual – www.freibetto.org. Ali os encontrará a preços mais baratos e os receberá em casa pelo correio.

LEIA tAMBÉM

Lula-RS-Brasil (2)
Nas mãos de Lula, caos no RS é sequela do bolsonarismo: desmonte ambiental e fake news
mães - palestina
Dia das Mães: algumas mães só querem a paz de presente, lembra ato pró-Palestina em Brasília
RS - inundações
Chamado à solidariedade internacionalista: inundação no RS demanda mobilização
Lula - 1 de maio
Cannabrava | Lula se perdeu nos atos de 1º de maio