Pesquisar
Pesquisar

Governo Biden declara Rússia como ameaça para todos os aliados da OTAN, inclusive os EUA

A Rússia representa ameaça para todos os membros da OTAN por ter intenção de minar a segurança e a estabilidade em todo o mundo com abordagem autoritária
Redação Sputnik Brasil
Sputnik Brasil
Brasília (DF)

Tradução:

Na terça-feira (16), porta-voz do Pentágono afirmou durante briefing que a Rússia representa ameaça para todos os membros da OTAN. A transcrição do briefing foi publicada no site do Departamento de Defesa dos Estados Unidos.

“É muito evidente que a Rússia é uma ameaça para todos os aliados da OTAN, inclusive os Estados Unidos. A Rússia mina a transparência e previsibilidade. Eles [russos] estão usando força militar para alcançar seus objetivos”, declarou o Pentágono.

Segundo o Pentágono, a administração Biden “já deixou claro que vai trabalhar com Rússia para avançar nossos interesses, enquanto os mantém responsáveis por suas ações imprudentes e agressivas”.

A Rússia representa ameaça para todos os membros da OTAN por ter intenção de minar a segurança e a estabilidade em todo o mundo com abordagem autoritária

Wikipédia / David B. Gleason
O Pentágono, com o rio Potomac e o monumento de Washington ao fundo

Cooperação entre a Rússia e a China

Os Estados Unidos sugerem que Rússia esteja minando a segurança e a estabilidade mundiais, inclusive através da cooperação com a China.

“Acredito que vemos um desejo na Rússia de minar a segurança e a estabilidade em todo o mundo com sua abordagem autoritária. Vemos isso também na cooperação russa com a China, [que é] um casamento de conveniência, desculpe, uma parceria de conveniência, como o general [Tod] Wolters a chamou”, disseram no Pentágono.

Anteriormente, o secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, afirmou que a aliança considera diferentes variantes de relações com a Rússia, sendo cooperação ou confronto com o país. O chefe da OTAN sublinhou a necessidade de manter as relações com Moscou devido ao risco de renovação de corrida armamentista.

Redação Sputnik Brasil


As opiniões expressas nesse artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul

Veja também

   

Se você chegou até aqui é porque valoriza o conteúdo jornalístico e de qualidade.

A Diálogos do Sul é herdeira virtual da Revista Cadernos do Terceiro Mundo. Como defensores deste legado, todos os nossos conteúdos se pautam pela mesma ética e qualidade de produção jornalística.

Você pode apoiar a revista Diálogos do Sul de diversas formas. Veja como:


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.

Redação Sputnik Brasil

LEIA tAMBÉM

Congo-golpe-Christian-Malanga
Quem são e o queriam golpistas dos EUA mortos em ataque ao Congo em 19/5
Cuba-bloqueio
EUA mantêm Cuba como patrocinadora do terrorismo para afogar projeto cubano de soberania
Joseph-Stiglitz
Nobel de Economia defende reforma tributária nos EUA que cobre mais dos super riscos
Putin-Xi (1)
Do comércio à segurança, união China-Rússia ganha força e vira dor de cabeça para Ocidente