Pesquisar
Pesquisar

Herança Brecht

Redação Diálogos do Sul

Tradução:

BrechtPassados 60 anos da morte de Bertolt Brecht (1898-1956), organizamos uma jornada de depoimentos, conversas, apresentações e reflexões em torno de uma das figuras mais importantes do teatro no século XX.

O evento também lembrará os 80 anos de nascimento do dramaturgo Oduvaldo Vianna Filho (Vianinha), uma das figuras mais significativas do teatro brasileiro, morto prematuramente em 1974. A jornada será uma oportunidade para reatualizar a poesia e a consciência crítica que animaram suas vidas e que continuam a inspirar as novas gerações.

PROGRAMA

14h30min – Conversa com convidados
Idibal Piveta e César Vieira, autor e diretor teatral, fundador do TUOV
Alexandre Mate, professor de teatro (Unesp)
Paulo Bio Toledo, doutorando em teatro (USP), com tese sobre Vianinha
Representante do MST.

Apresentação de trechos da peça A exceção e a regra, de Bertolt Brecht, com a Companhia Estável de Teatro
18h30min – Exibição e debate do filme Kuhle Wampe (68 min., 1931), dirigido por Slatan Dudow, com roteiro de Bertolt Brecht e Ernst Ottwalt. Debate com Marcos Soares (professor de Letras/USP).
Leitura de poemas de Brecht com a Kiwi Companhia de Teatro e parceiros
21h30min – Show de bolso a partir de canções de Bertolt Brecht e Kurt Weil, com Cida Moreira.

SERVIÇO

Dia 19 de novembro de 2016 (sábado), a partir das 14h30min
Local: Sede da Kiwi Companhia de Teatro. Rua Frederico Abranches, 189, Santa Cecília.

Apoio Programa de Fomento ao Teatro para a cidade de São Paulo.

Entrada gratuita.
TEXTO-MEIO


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Redação Diálogos do Sul

LEIA tAMBÉM

protestos-peru
Cleptocracia, ignarocracia, bufocracia: o declínio do substantivo "democracia" no Peru
Bolivia-guerra-hibrida-eua (1)
Guerra híbrida na Bolívia entra em nova fase e EUA querem "mudança de regime" até 2025
Petro-Colombia
Petro reage a ataques de guerrilheiros contrários ao acordo de paz: "Não toleraremos"
Milei
"Barbárie" e "desequilíbrio emocional": Petro e Fernández criticam nova selvageria de Milei