Pesquisar
Pesquisar

Israel derruba casas de moradores palestinos em Jerusalém

Revista Diálogos do Sul

Tradução:

As forças de repressão de Israel demoliram um prédio residencial no bairro Issawiya, em Jerusalém oriental, na Cisjordânia ocupada, na manhã da última quarta-feira (15).

Por Lúcia Rodrigues, via Ibraspal
A alegação para os tratores destruírem as moradias das famílias palestinas foi a de que não havia licença israelense para a edificação. Essa licença que é praticamente impossível de ser obtida.
Segundo entidades de direitos humanos, desde 1967, quando Israel invadiu Jerusalém oriental, apenas 600 moradias palestinas foram construídas no território, a última delas há mais de 40 anos.

No mesmo período, o governo israelense construiu na área 55 mil unidades habitacionais destinadas a colonos judeus.
As autoridades israelenses, sob o pretexto de não haver autorização para a edificação derruba residências e estabelecimentos comerciais. Na semana passada haviam distribuído avisos informando que haveria a demolição no bairro.
Testemunhas relataram à imprensa palestina que nesta manhã militares sionistas invadiram o bairro dando proteção para que os tratores agissem na derrubada dos imóveis.
Ainda de acordo com relatos, as forças repressivas cercaram o local para impedir a aproximação de moradores e vizinhos enquanto os tratores executavam a demolição do prédio.
Veja o vídeo com cenas da demolição

Com informações do Middle East Monitor


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Revista Diálogos do Sul

LEIA tAMBÉM

Gustavo Petro
Violação dos acordos de paz: entenda por que Petro vai denunciar a própria Colômbia na ONU
Haiti
Haiti: há pelo menos 20 anos comunidade internacional insiste no caminho errado. Qual o papel do Brasil?
Betty Mutesi
“Mulheres foram protagonistas na reconstrução da paz em Ruanda”, afirma ativista Betty Mutesi
Colombia-paz
Possível retomada de sequestros pelo ELN arrisca diálogos de paz na Colômbia