Pesquisar
Pesquisar

Manifestação homenageia mestre Moa do Katendê, morto por apoiador de Bolsonaro

Centenas de pessoas se reuniram na Praça da República, centro de São Paulo, para destacar a memória do mestre de capoeira
Sergio Silva
Ponte Jornalismo

Tradução:

Centenas de pessoas se reuniram na Praça da República, centro de São Paulo, para destacar a memória do mestre de capoeira, morto na Bahia.

Capoeiristas, artistas, povos da cultura popular e do teatro reuniram-se no centro de São Paulo para homenagear o Mestre Moa do Katendê. Especialista em capoeira, Moa foi assassinado com 12 facas nas costas após uma discussão política em um bar na cidade de Salvador, na Bahia.


Manifestação em memória do mestre de capoeira Môa do Katendê, morto a facadas no domingo (7/10) por um eleitor de Jair Bolsonaro (PSL), na Bahia, reuniu centenas de pessoas na Praça da República, centro de São Paulo.

Marcha teve início na Praça de República | Foto: Sérgio Silva/Ponte Jornalismo

O assassinato aconteceu na noite do dia 7/10, exatamente quando aconteceu o primeiro turno das eleições presidenciais no Brasil. O assassino, Paulo Sérgio Ferreira de Santana, foi detido na mesma noite do crime.

Grupo colou sobre placas de ruas originais replicas com nome de Moa do Katendê e Marielle Franco, assassinada no RJ | Foto: Sérgio Silva/Ponte Jornalismo

Paulo confessou ter atacado o mestre por questões políticas. Ele apoia o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), cujas falas apresentam teor preconceituoso com mulheres, negros e população LGBT e atacou Moa, que disse ter votado no PT de Fernando Haddad.

Foto: Sérgio Silva/Ponte Jornalismo

A tradicional roda de capoeira da Praça da República, no centro de São Paulo, foi o ponto de encontro de centenas de pessoas que acompanharam de maneira emocionada, os cantos em homenagem ao Mestre.

Foto: Sérgio Silva/Ponte Jornalismo

Além dos capoeiras e artistas presentes, amigos próximos discursaram contra o ódio e a intolerância política no qual passa o país neste momento.

Foto: Sérgio Silva/Ponte Jornalismo
Foto: Sérgio Silva/Ponte Jornalismo
Foto: Sérgio Silva/Ponte Jornalismo
Foto: Sérgio Silva/Ponte Jornalismo
Foto: Sérgio Silva/Ponte Jornalismo

Foto: Sérgio Silva/Ponte Jornalismo

As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Sergio Silva

LEIA tAMBÉM

Prancheta 55
Reino Unido decide expulsar mais de 50 mil pessoas solicitantes de asilo para Ruanda
Design sem nome - 1
Mortes, prisões e espionagem: jornalista palestina escancara ‘apartheid’ de Israel
Palestina-jovens
No 76° aniversário da Nakba, juventude internacional se levanta pela Palestina
Nakba
Crônica de uma Nakba anunciada: como Israel força “êxodo massivo” dos palestinos de Gaza