Pesquisar
Pesquisar

Medellín restaura as gordas de Botero

Revista Diálogos do Sul

Tradução:

Anubis Galardy*

Mulher reclinada, uma das tantas gordas submetidas a uma minuciosa restauração.
Mulher reclinada, uma das tantas gordas submetidas a uma minuciosa restauração.

As célebres gordas e gordos do pintor colombiano Fernando Botero, que emprestam um brilho especial a sua Medellín natal, estão sendo submetidas a um processo de restauro e conservação para preservar sua condição de obras primas do patrimônio universal.

As 23 estátuas situadas na praça que tem o nome do artista, as três que adornam o parque Santo Antonio e uma outra, a célebre gorda de Botero  -como é conhecida -, instalada no parque Berrío, são objeto de um cuidadoso processo para que lhes seja devolvido seu esplendor inicial.

Em primeiro lugar, são submetidas a um banho com sabões neutros; depois é retirada a camada ou pátina que as protege, mediante uma raspagem com lixas. Uma vez acondicionado o bronze, quase carnal, de que são feitas, aplica-se uma nova pátina e, por cima, outra camada de cera.

A operação é comandada pelo Museu de Antióquia, em parceria com a Prefeitura de Medellín e, segundo explica a restauradora María Bohorquez, cada estátua é posta, durante três dias, em mãos de pessoal especializado, que dedica 48 ou 72 horas adicionais ao acondicionamento paralelo de bases e pedestais.

Cada parte do processo é acompanhada de ciclos didáticos para que os antioquenhos aprendam e contribuam para resguardar este tesouro artístico.

As gordas e gordos de Botero são personagens muito queridos para os habitantes de Medellín, a cidade inovadora por excelência.

Em particular, a gorda do parque Berrío é acariciada por centenas de

mãos e conselheira silenciosa de confissões amorosas e desenganos perturbadores. Às vezes, de tantas carícias, o bronze se desgasta.

**Correspondente de Prensa Latina em Bogotá – Original da revista Orbe


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Revista Diálogos do Sul

LEIA tAMBÉM

protestos-peru
Cleptocracia, ignarocracia, bufocracia: o declínio do substantivo "democracia" no Peru
Bolivia-guerra-hibrida-eua (1)
Guerra híbrida na Bolívia entra em nova fase e EUA querem "mudança de regime" até 2025
Petro-Colombia
Petro reage a ataques de guerrilheiros contrários ao acordo de paz: "Não toleraremos"
Milei
"Barbárie" e "desequilíbrio emocional": Petro e Fernández criticam nova selvageria de Milei