Pesquisar
Pesquisar

Não basta gritar #ForaBolsonaro, urge tirar militares do poder para garantir eleições de 2022, diz militante

Em sua coluna semanal na TV Diálogos do Sul, Camila Godoi lista os desafios que os brasileiros enfrentarão ao irem às ruas contra o governo de ocupação
Mariane Barbosa
Diálogos do Sul
São Paulo (SP)

Tradução:

Quem acompanha a Diálogos do Sul sabe que os militares voltaram ao poder através do projeto de ocupação que se consolidou em 2018 com uma eleição fraudada.

No 30º episódio do “Diálogos Clandestinos”, a militante feminista e baixista da Banda Clandestinas, Camila Godoi, questiona a esperança legítima do campo progressista com as recentes pesquisas eleitorais e alerta para que toda a empolgação não se transforme em ingenuidade, afinal, Jair Bolsonaro é fruto de um golpe para a chegada dos militares ao poder executivo.

Assista na Tv Diálogos do Sul

Em sua coluna semanal na TV Diálogos do Sul, Camila Godoi lista os desafios que os brasileiros enfrentarão ao irem às ruas contra o governo de ocupação

Mariane Barbosa
Em protesto contra Jair Bolsonaro, manifestante pede saída de militares do poder.

Em sua coluna semanal, Godoi ainda ressalta a importância da luta para obrigar os militares a “compreenderem que eles não são tutores da democracia e estão a serviço dos governos civis” e que, acima de tudo, “a política deve ser feita por civis” para garantir eleições em 2022.


“Nas próximas manifestações, não basta gritar ‘Fora, Bolsonaro’, nós temos que gritar ‘Fora, Militares, voltem para os quartéis e obedeçam aos poderes civis da república!’”, explica.

Para concluir, a ativista lista os desafios que os brasileiros enfrentarão ao irem às ruas para garantir que a democracia não seja sucateada novamente. 

Assista o novo vídeo dos “Diálogos Clandestinos” na íntegra:


As opiniões expressas nesse artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul

Assista na Tv Diálogos do Sul

 

   

Se você chegou até aqui é porque valoriza o conteúdo jornalístico e de qualidade.

A Diálogos do Sul é herdeira virtual da Revista Cadernos do Terceiro Mundo. Como defensores deste legado, todos os nossos conteúdos se pautam pela mesma ética e qualidade de produção jornalística.

Você pode apoiar a revista Diálogos do Sul de diversas formas. Veja como:


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Mariane Barbosa

LEIA tAMBÉM

Lula-RS-Brasil (2)
Nas mãos de Lula, caos no RS é sequela do bolsonarismo: desmonte ambiental e fake news
mães - palestina
Dia das Mães: algumas mães só querem a paz de presente, lembra ato pró-Palestina em Brasília
RS - inundações
Chamado à solidariedade internacionalista: inundação no RS demanda mobilização
Lula - 1 de maio
Cannabrava | Lula se perdeu nos atos de 1º de maio