Pesquisar
Pesquisar

No 1º dia de governo, Presidente Lula tem 15 encontros com líderes internacionais; confira

Durante discursos neste domingo (1), novo líder falou sobre o papel estratégico do Brasil no cenário internacional, após anos de “isolamento"
Redação Rede Brasil Atual
Rede Brasil Atual
São Paulo (SP)

Tradução:

Em seu primeiro dia útil como presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva tem a agenda tomada de compromissos com líderes internacionais, das Américas, África, Ásia e Europa.

O primeiro encontro, nesta manhã, foi com o rei Felipe VI, da Espanha, e o último, previsto para as 17h30, será com o presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, Jorge Jésus Rodríguez Gómes (confira abaixo). Todas as reuniões são realizadas no Palácio do Itamaraty.

Assista na TV Diálogos do Sul

Além disso, durante o todo dia vários ministros do governo Lula tomarão posse. Trata-se de formalidade, porque a nomeação dos 37 ministros já foi publicada no Diário Oficial da União.

Entre os que tomam posse hoje, estão Fernando Haddad (Fazenda), Camilo Santana (Educação), Marcelo Kanitz Damasceno (Aeronáutica), Rui Costa (Casa Civil), Nísia Trindade (Saúde), Flávio Dino (Justiça e Segurança Pública), Alexandre Padilha (Relações Institucionais), Margareth Menezes (Cultura) e Mauro Vieira (Relações Exteriores). Amanhã será a vez de Luiz Marinho (Trabalho) e quinta-feira, de Simone Tebet (Planejamento e Orçamento).

Durante discursos neste domingo (1), novo líder falou sobre o papel estratégico do Brasil no cenário internacional, após anos de “isolamento"

Foto: Ricardo Stuckert
Lula já revogou medida do governo anterior que incentivava o garimpo ilegal na Amazônia, em terras indígenas e áreas de proteção ambiental

Papel estratégico

Durante os pronunciamentos de ontem, Lula falou sobre o papel estratégico do Brasil no cenário internacional, após anos de “isolamento”, e da importância da questão ambiental.

A ministra do Meio Ambiente da Alemanha, Steffi Lemke, declarou ao DW Brasil que com o novo governo a comunidade internacional “terá a chance de salvar a Amazônia e, com isso, conter um dos pontos chave da catástrofe ambiental”. E falou sobre uma nova aliança em cooperação com o Brasil

Entre as primeiras medidas, o presidente Lula determinou ao Ministério do Meio Ambiente e Mudança do Clima que apresente, em 45 dias, uma proposta de nova regulamentação para o Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama). Em outro decreto, ele restabelece o Fundo Amazônia, viabilizando o uso R$ 3,3 bilhões em doações internacionais para combater crimes ambientais.

Além disso, Lula revogou medida do governo anterior que incentivava o garimpo ilegal na Amazônia, em terras indígenas e áreas de proteção ambiental.

Confira a agenda:

Redação | Rede Brasil Atual


As opiniões expressas nesse artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul

Assista na TV Diálogos do Sul


Se você chegou até aqui é porque valoriza o conteúdo jornalístico e de qualidade.

A Diálogos do Sul é herdeira virtual da Revista Cadernos do Terceiro Mundo. Como defensores deste legado, todos os nossos conteúdos se pautam pela mesma ética e qualidade de produção jornalística.

Você pode apoiar a revista Diálogos do Sul de diversas formas. Veja como:


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Redação Rede Brasil Atual

LEIA tAMBÉM

Lula-RS-Brasil (2)
Nas mãos de Lula, caos no RS é sequela do bolsonarismo: desmonte ambiental e fake news
mães - palestina
Dia das Mães: algumas mães só querem a paz de presente, lembra ato pró-Palestina em Brasília
RS - inundações
Chamado à solidariedade internacionalista: inundação no RS demanda mobilização
Lula - 1 de maio
Cannabrava | Lula se perdeu nos atos de 1º de maio