Pesquisar
Pesquisar

No congresso da UNE, Lula e Mujica convocam juventude a persistir na luta por democracia

"Espero que tenhamos aprendido uma lição. De que a democracia pode não ser perfeita, mas não tem nada igual a ela", afirma o presidente brasileiro
Redação Rede Brasil Atual
Rede Brasil Atual
São Paulo (SP)

Tradução:

O segundo dia do 59° Congresso da União Nacional dos Estudantes (UNE), que se realiza até domingo (16), contou com as principais atrações do evento. Após as polêmicas envolvendo a presença do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso, esta quinta-feira (13) teve um ato marcante com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e do ex-presidente uruguaio José Pepe Mujica.

O discurso de Mujica, mesmo que em espanhol, trouxe sua tradicional retórica. Imbatível discurso, fala com todos latino-americanos de forma emotiva e sincera. O ex-presidente, ícone da esquerda no continente, apontou para os desafios do futuro diante de milhares de estudantes. Mujica conclamou que todos em que pulsa a ideia de igualdade e de dias melhores para uma longa marcha.

Assista na TV Diálogos do Sul

Confira, na íntegra, um trecho do discurso de Mujica:

“Aprendam. Jamais usem do insulto e da opressão. Cuidem do que têm. Lula é grandioso, mas não é um mago. Governos populares não apenas pedem. Se ajudam. Os obstáculos adiante estão aí. Não são fáceis. Precisam de comprometimento. Precisam saber que haverá luta. E a única luta que se perde é a que se abandona.

Os humanos não somos apenas razão e ideia. Somos coração. Tem gente aqui e amanhã não estarão. Pessoas não estão aqui e amanhã estarão. O povo se transforma. O único que permanece é o povo que se renova. Não se esqueçam. Sempre recordem que não teremos boa colheita semeando mal. Cuidem do Brasil.

Não é crise, é projeto: Estudo mostra redução de quase 40% no orçamento para educação

Não somos apenas descendentes de latinos. Somos negros, somos povos indígenas, asiáticos. Descendemos de todos os pobres e perseguidos do mundo que vieram para a América sonhar com um povo unido. Somos uma coisa diferente. Precisamos construir um novo relato da história. Vocês precisam construir.

A Europa não dirá o que somos. Temos que decidir que nascemos neste continente e sabemos a realidade. Peço que se questionem o sentido da vida. Todos envelhecerão. Terão rugas. E olharão no espelho para perguntar se transformaram o jovem dentro de você, que grita com entusiasmo, se percorreram bem o caminho da vida. Há um calor que não é para essa noite. É um compromisso para o longo caminho da vida. Viver com causa ou confundindo o ser com ter. Lutem pelos milhões que não podem estudar. Lutem pelo Brasil.”

"Espero que tenhamos aprendido uma lição. De que a democracia pode não ser perfeita, mas não tem nada igual a ela", afirma o presidente brasileiro

Foto: Ricardo Stuckert/PR
Luiz Inácio Lula da Silva e Pepe Mujica durante o 2º dia do 59º Congresso da União Nacional dos Estudantes – UNE

O discurso do presidente e a UNE

Lula, por sua vez, começou seu discurso saudando a juventude e a UNE pela larga história. “Nós tivemos a idade de vocês. Mas vocês não têm nossa idade. Portanto, sabemos o que vocês são capazes de fazer aos 20 anos, aos 25 anos, aos 30 anos. Mas vocês nunca tiveram 77 nem 88 para saber do que somos capazes de fazer.

O Pepe disse uma coisa extraordinária. O que motiva a vida humana e nossa capacidade de sermos melhores é nossa causa. Uma pessoa sem causa não tem muita razão para viver. Quem tem, pode dizer que quer viver até 120 anos”, disse.

Assista na TV Diálogos do Sul

Lula ainda exaltou sua vitalidade em razão de suas ideologias. “Acho que o homem que vai viver 120 anos já nasceu. Acho que sou eu. Se preparem porque vão viver comigo muito tempo. Acho extraordinário a UNE ter uma pauta longa de reivindicação. Longa, árdua e apimentada.

Em 2008, em Caruaru (PE), inaugurei uma faculdade de medicina. Lá, o presidente da UNE me disse que acabou a pauta de reivindicação. Agora, vocês indicaram outras pautas. E digo com orgulho: somente em um governo eleito por vocês seremos capazes de cumprir essa pauta”, disse.

Confira um trecho do discurso do presidente na íntegra:

Todos precisam compreender como a democracia é importante. Há muito pouco tempo vocês conheceram o fascismo. O nazismo. Em apenas quatro anos, conheceram como destruir a democracia e as conquistas que levamos séculos para conquistar. Espero que tenhamos aprendido uma lição. De que a democracia pode não ser perfeita, mas não tem nada igual a ela. É na democracia que vivemos na pluralidade, na diversidade, que aplaudimos, vaiamos, contestamos. Na democracia vivemos a plenitude da manifestação do ser humano.

Continua após o banner

Vamos voltar a fazer mais universidade. Mais escola técnica, laboratórios. Vamos nos reunir com reitores e estudantes. Outra vez, vamos colocar o pobre no orçamento da União. Se vocês estivessem no meu lugar, vocês sentiriam a diferença. Participei do primeiro congresso de recuperação da UNE em Piracicaba em 1976. Naquele congresso, não tinham negros. Era uma sociedade branca. Naquele tempo, era proibido, não por lei, por questões econômicas que negro pudesse pensar em entrar na universidade. Hoje, percebemos que temos mais pardos e negros do que brancos em uma demonstração de que as coisas mudaram. E vão mudar ainda.

Filhos e filhas na UNE

“Não temos aqui apenas filho de doutor. Não tem filho de gente rica. Tem filho de pedreiro, de empregada, de metalúrgico, de químico, gráfico. Aqui estão os filhos do povo brasileiro. Com nossa cara. Para dizer que vamos mudar. Esse país vai voltar a privilegiar a qualidade de vida (…)

Cannabrava | Na pedagogia de quartel das escolas cívico-militares, a educação é inimiga

(…) Depois de 580 dias preso, namorei com a Janja na cadeia. Casei com ela. Se tivesse juízo, não voltava para a política. Cuidaria da minha vida. Entretanto, quando temos compromisso com o país, com o povo, quando encontramos uma companheira que fala que a luta é nossa, do povo, temos que voltar para recuperar o que o povo tem direito. Fiquem certos que voltei para a gente fazer mais e melhor. Para que vocês voltem a sorrir, a sonhar, a ter esperança, emprego, oportunidade, orgulho de ser brasileiro de verdade. Vamos dizer que este será o país do tamanho que a gente quiser”

Confira o ato da UNE na integra

Redação | Rede Brasil Atual


As opiniões expressas nesse artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul

Assista na TV Diálogos do Sul


Se você chegou até aqui é porque valoriza o conteúdo jornalístico e de qualidade.

A Diálogos do Sul é herdeira virtual da Revista Cadernos do Terceiro Mundo. Como defensores deste legado, todos os nossos conteúdos se pautam pela mesma ética e qualidade de produção jornalística.

Você pode apoiar a revista Diálogos do Sul de diversas formas. Veja como:


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Redação Rede Brasil Atual

LEIA tAMBÉM

Lula-RS-Brasil (2)
Nas mãos de Lula, caos no RS é sequela do bolsonarismo: desmonte ambiental e fake news
mães - palestina
Dia das Mães: algumas mães só querem a paz de presente, lembra ato pró-Palestina em Brasília
RS - inundações
Chamado à solidariedade internacionalista: inundação no RS demanda mobilização
Lula - 1 de maio
Cannabrava | Lula se perdeu nos atos de 1º de maio