Pesquisar
Pesquisar

Nova política de Defesa trata Venezuela como inimiga e indica aumento das tensões regionais

País está sendo assediado por mercenários; o ouro depositado como reserva em Londres foi confiscado e conta com cooperação internacional
Paulo Cannabrava Filho
Diálogos do Sul
São Paulo (SP)

Tradução:

País está sendo assediado por mercenários; o ouro depositado como reserva em Londres foi confiscado e conta com cooperação internacional para suprir remédios e comida; vizinhos serão realmente nossos inimigos?

Até o ouro venezuelano depositado no Banco de Londres, como reserva, está bloqueado. Remédios e comida estão chegando graças à solidariedade de países como Cuba, Irã, Rússia e China. 

Pouco se falou, mas houve algum rumor nesta semana sobre o documento de Política Nacional de Defesa, divulgado parcialmente.

País está sendo assediado por mercenários; o ouro depositado como reserva em Londres foi confiscado e conta com cooperação internacional

Reprodução: WinkieMedia
Livro Branco de Defesa Nacional do Brasil

O material refere-se à proteção da Amazônia, trata também da Amazônia Azul (riquezas do pré-sal) e alerta para possíveis tensões e crises internas, focando na Venezuela, como se Nicolás Maduro fosse nosso inimigo a ameaçar nossas fronteiras.

Vamos olhar o que temos nas nossas fronteiras ao Noroeste: Colômbia e Venezuela.

A Colômbia tem em seu território, não é de hoje, oito bases militares estadunidenses. Além disso, tornou-se membro da OTAN.  

Em junho, desembarcaram no país 600 tropas ianques especiais que estão treinando mercenários na fronteira com a Venezuela e nas proximidades da fronteira com o Brasil. 

Enquanto isso, mercenários estão praticando terrorismo contra o governo e povo da Venezuela. 

A Colômbia está, há mais de meio século, em uma guerra civil em que predominam paramilitares ligados ao tráfico. Além de cocaína, heroína derivada do ópio, e armas, lá também se traficam meninas para prostituição.

O Brasil já é o maior corredor desse tráfico, ou seja, grande parte da cocaína vendida no exterior passa pelo Brasil.

País assediado

A Venezuela, é um país que quer exercer sua soberania. Escapou de ser uma Colômbia a mais com a Revolução Bolivariana. Rica em petróleo e minerais raros, está submetida a um bloqueio quase que total por parte dos Estados Unidos. 

O país também enfrenta Mercenários que atacando sua na fronteira com a Colômbia e ainda tem os Estados Unidos atacando no Caribe com sua frota e colocando poder para sufocar economicamente essa nação. 

Até o ouro venezuelano depositado no Banco de Londres, como reserva, está bloqueado. Remédios e comida estão chegando graças à solidariedade de países como Cuba, Irã, Rússia e China.
Quem é que pode representar uma ameaça ao Brasil: a Colômbia ou a Venezuela?


As opiniões expressas nesse artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul

Veja também


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Paulo Cannabrava Filho Iniciou a carreira como repórter no jornal O Tempo, em 1957. Quatro anos depois, integrou a primeira equipe de correspondentes da Agência Prensa Latina. Hoje dirige a revista eletrônica Diálogos do Sul, inspirada no projeto Cadernos do Terceiro Mundo.

LEIA tAMBÉM

Gustavo Petro
Violação dos acordos de paz: entenda por que Petro vai denunciar a própria Colômbia na ONU
Haiti
Haiti: há pelo menos 20 anos comunidade internacional insiste no caminho errado. Qual o papel do Brasil?
Betty Mutesi
“Mulheres foram protagonistas na reconstrução da paz em Ruanda”, afirma ativista Betty Mutesi
Colombia-paz
Possível retomada de sequestros pelo ELN arrisca diálogos de paz na Colômbia