Pesquisar
Pesquisar

Novo presidente da Bolívia, Luis Arce é o "pai" do milagre econômico da Era Evo Morales

Lucho ganhou as eleições com mais de 50% dos votos nas eleições de domingo (18), como informa contagem rápida realizada com 95% do padrão eleitoral
Redação
Diálogos do Sul
Jundiaí

Tradução:

Atualizada às 13h33 de 19 de outubro

De acordo com os dados da contagem rápida realizada pela empresa Unitel,  com 95% do padrão eleitoral no país, Luís Arce venceu as eleições realizadas neste domingo (18) já no primeiro turno. De acordo com o levantamento, Luís Arce obteve 52,4%; Carlos Mesa, 31,5% e Fernando Camacho, 14,1%.

Luis Arce foi ministro da Fazenda e da Economia durante o governo do ex-presidente Evo Morales. Economista, Lucho, como é conhecido, é considerado “pai” do milagre econômico boliviano, que se baseia em um modelo de desenvolvimento social comunitário. 

O governo nacionalizou o gás natural em 2006. Durante o governo Evo, a Bolívia aumentou seu PIB de US$ 9,5 bilhões anuais para US$ 40,8 bilhões. A pobreza foi reduzida de 60% para 37%, de acordo com dados oficiais.

O candidato se classifica como socialista e compreendeu, ainda jovem, que o marxismo era a resposta para que a Bolívia, sendo tão rica, saísse da pobreza. A Bolívia é o país com a maior reserva de lítio do mundo. Sob o comando de Arce, o país estava fabricando veículos elétricos, com baterias produzidas por bolivianos em parceria com uma empresa alemã. Por isso, ele tem repetido que o golpe no país foi para tomar conta dolítio.

Acompanhe a cobertura das eleições na Bolívia

Ao lado de David Choquehuanca, o ato de encerramento foi realizado em El Alto e lembrou os mortos do governo Añez. Ato dialogou com as 36 nações indígenas do país e pediu permissão à Pachamama (Mãe Terra) vitória da campanha. 

Eleições

A Bolívia realiza, neste domingo (18), eleições para eleger presidente e vice-presidente, senadores e deputados. 

De acordo com a lei eleitoral boliviana, para vencer em um primeiro turno, é preciso ter 50% mais 1 dos votos ou ter 40% mais um e abrir dez pontos percentuais em relação ao segundo colocado.

* Segundo vídeo de uma série de 4 partes sobre as eleições na Bolívia

Veja também: Conheça Carlos Mesa


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Redação

LEIA tAMBÉM

Vox-Abascal-Milei
Xenofobia e delírios ultradireitistas: Vox reúne asseclas em Madri
Xi Jinping - Putin
Encontro de Xi e Putin fortalece relação histórica e aliança contra ofensiva “dupla” dos EUA
Alvaro-Uribe
Colômbia: Uribe pode ser condenado a 12 anos de prisão em julgamento por suborno e fraude
Gustavo Petro
Violação dos acordos de paz: entenda por que Petro vai denunciar a própria Colômbia na ONU