Pesquisar
Pesquisar

Organizações políticas palestinas se manifestam contra assassinato de 3 resistentes

Comunicado reivindica que mortes, ocorridas em plena luz do dia na cidade de Nablus, na Cisjordânia, não fiquem impunes
Organizações Políticas Palestinas
Diálogos do Sul

Tradução:

Organizações políticas palestinas emitiram manifesto contra o assassinato de três combatentes da resistência em uma região oculta da cidade de Nablus, na Cisjordânia. No comunicado, as entidades prestam condolências ao povo palestino, reivindicam que os crimes sejam punidos e reforçam que se manterão resistentes perante os acontecimentos.

Comunicado reivindica que mortes, ocorridas em plena luz do dia na cidade de Nablus, na Cisjordânia, não fiquem impunes

Captura de Tela: RT France/YouTube
Milhares de pessoas compareceram ao funeral dos três combatestes assassinados

Confira a carta na íntegra:

Comunicação das organizações políticas palestinas em resposta aos assassinatos dos três mártires de Nablus
Comunicação das Em nome de Deus o mais misericordioso
Um comunicado de imprensa publicado pelas organizações políticas da resistência palestina

Os crimes da ocupação sionista continuam a intensificar-se de forma detestável e horrível, com o último assassinato de três combatentes da resistência na área oculta de Nablus, à luz da escalada do ataque do cólon contra palestinos desembarca em Jerusalém e na Cisjordânia, e o movimento sistemático faz campanhas contra o nosso povo no interior ocupado e no Neguev, que coincidiu com a realização de uma reunião do Conselho Central sob as baionetas da ocupação e sem consenso nacional.

Perante tudo isto, nós, organizações políticas da resistência palestina, afirmamos o seguinte:

1 – Apresentamos as nossas condolências ao nosso povo palestino necessitado e às famílias dos mártires, os heróis de Nablus, a montanha de fogo, e afirmamos que o seu assassinato nesta área oculta e em plena luz do dia é o resultado de uma coordenação de segurança e crime de execução a sangue frio que não deve ficar impune.

2 – Afirmamos que a resposta mais eficaz ao crime de homicídio é intensificar a resistência em todas as suas formas, parar a coordenação de segurança e libertar a mão da resistência na Cisjordânia para frear as forças antes que o homem usur patrices.

3 – Rejeitamos os resultados da incoerente reunião do Conselho Central que foi realizada sob as baionetas da ocupação em Ramallah, e não reconheceremos as suas decisões e as suas nomeações, e não iremos lidar com elas.

4 – Apelamos à necessidade de formar um Conselho Federal Nacional que inclua o conjunto patriótico longe da política de exclusividade e exclusão, cujas tarefas são conduzir a resistência popular e restaurar a unidade na base de parceria e preservação de direitos e constantes.

Deus é dominante sobre ele

“Organizações Políticas da Resistência Palestina”
Quinta-feira 9 Rajab 1443
Correspondente a 10 de fevereiro de 2022 d.C.


As opiniões expressas nesse artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul


Se você chegou até aqui é porque valoriza o conteúdo jornalístico e de qualidade.

A Diálogos do Sul é herdeira virtual da Revista Cadernos do Terceiro Mundo. Como defensores deste legado, todos os nossos conteúdos se pautam pela mesma ética e qualidade de produção jornalística.

Você pode apoiar a revista Diálogos do Sul de diversas formas. Veja como:

  • PIX CNPJ: 58.726.829/0001-56 

  • Cartão de crédito no Catarse: acesse aqui
  • Boletoacesse aqui
  • Assinatura pelo Paypalacesse aqui
  • Transferência bancária
    Nova Sociedade
    Banco Itaú
    Agência – 0713
    Conta Corrente – 24192-5
    CNPJ: 58726829/0001-56

       Por favor, enviar o comprovante para o e-mail: assinaturas@websul.org.br 


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Organizações Políticas Palestinas

LEIA tAMBÉM

Netanyahu
Pouco há para comemorar na decisão da Corte Penal Internacional contra Netanyahu
Nationale Sozialisten,Demonstration,Recht auf Zukunft,Leipzig,17
Conluio da extrema-direita realizado em Madri é só a ponta do iceberg
EUA-fentanil
A DEA, a ofensiva contra o México, o fentanil e os mortos por incúria
Wang-Wenbin-China
China qualifica apoio dos EUA a separatismo em Taiwan como “grave violação” e exige retratação