Pesquisar
Pesquisar

Para combater poluição, Cuba implanta bicicleta em seu sistema público de transporte

Como parte da estratégia serão implementadas outras medidas de desenvolvimento do transporte, como a instalação de câmaras de vigilância e a habilitação de ciclovias
Agência Cubana de Notícias
Agência Cubana de Notícias
Havana

Tradução:

Para o próximo ano, está prevista a implantação do sistema público de bicicletas em nível piloto na capital cubana, com o objetivo de promover o uso desse meio de transporte de baixo carbono.

Zunilda Parras Arias, diretora-geral do Centro de Pesquisa e Gestão Ambiental dos Transportes (Cimab) – uma das entidades que acompanham o projeto – informou que o estudo de viabilidade para o aluguel dos equipamentos já foi realizado e estão em processo de concurso sistema de gestão.

A princípio não cobrirá toda a cidade, haverá uma estação urbana, localizada no distrito de Fontanar, no município de Boyeros, e seis outras estações de bicicletas em áreas da Universidade Tecnológica de Havana e no distrito de Río Verde, disse o especialista ao Agência de Notícias Cubana.

Como parte da estratégia, disse, serão implementadas outras medidas de desenvolvimento do transporte, como a instalação de câmaras de vigilância e a habilitação de ciclovias.

Sua possível demanda será por distâncias médias de três quilômetros e meio e por motivos de trabalho e estudo, principalmente. 

Como parte da estratégia serão implementadas outras medidas de desenvolvimento do transporte, como a instalação de câmaras de vigilância e a habilitação de ciclovias

MTB Brasília
Possível demanda será por distâncias médias de três quilômetros e meio e por motivos de trabalho e estudo, principalmente.

A análise da mobilidade em Havana mostrou que, ao final do projeto em 2022, serão realizadas mais de 227.000 viagens diárias com o aluguel deste meio de transporte não motorizado.

Claritza Cárdenas de la Vega, diretora da divisão de passageiros e rodovias do Cimab, explicou que levaram experiências de países como Argentina, Espanha, México, Holanda e Dinamarca, e do programa Ha´Bici, do Escritório do Historiador de La Havana, em operação há dois anos.

Sua possível demanda, segundo ele, será por distâncias médias de três quilômetros e meio e principalmente por motivos de trabalho e estudo.

As bicicletas a serem utilizadas serão montadas pela empresa Minerva, de Villa Clara, a partir de projeto específico desenvolvido pela Cimab, considerando as características da população cubana.

O sistema público de bicicletas é um dos pilares do Neomobility, um projeto abrangente financiado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), liderado pela Direção-Geral de Transporte de Havana.

Em vídeo, Projeto de Neomobilidade em Havana


* Com informações da ACN

** Tradução: LatinidaDJ


As opiniões expressas nesse artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul

Veja também

   

Se você chegou até aqui é porque valoriza o conteúdo jornalístico e de qualidade.

A Diálogos do Sul é herdeira virtual da Revista Cadernos do Terceiro Mundo. Como defensores deste legado, todos os nossos conteúdos se pautam pela mesma ética e qualidade de produção jornalística.

Você pode apoiar a revista Diálogos do Sul de diversas formas. Veja como:


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Agência Cubana de Notícias

LEIA tAMBÉM

Gustavo Petro
Violação dos acordos de paz: entenda por que Petro vai denunciar a própria Colômbia na ONU
Haiti
Haiti: há pelo menos 20 anos comunidade internacional insiste no caminho errado. Qual o papel do Brasil?
Betty Mutesi
“Mulheres foram protagonistas na reconstrução da paz em Ruanda”, afirma ativista Betty Mutesi
Colombia-paz
Possível retomada de sequestros pelo ELN arrisca diálogos de paz na Colômbia