Pesquisar
Pesquisar

Petrobras teve um resultado operacional extraordinário

Revista Diálogos do Sul

Tradução:

Paulo César Ribeiro Lima*

petrobras21A Petrobras teve um ótimo desempenho no 1º semestre de 2015. O lucro operacional da empresa foi de R$ 22,8 bilhões, 39% superior ao do 1º semestre do ano passado. O EBITDA (Lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado foi de R$ 41,3 bilhões, um aumento de 35% em relação ao 1º semestre do ano anterior.

Além disso, o fluxo de caixa livre foi positivo em R$ 4,5 bilhões ante R$ -15,8 bilhões no 1º semestre de 2014. A produção de petróleo e gás natural da Petrobras (Brasil e exterior) cresceu 9% em relação ao 1º semestre de 2014, atingindo a média de 2 milhões 784 mil barris de óleo equivalente.

Por que o lucro do 2º trimestre foi de apenas R$ 531 milhões? Porque a Petrobras decidiu reconhecer uma despesa tributária de IOF (R$ 3,1 bilhões) e juros sobre essa despesa tributária (R$ 1,3 bilhão). Teve, ainda, um impairment de ativos (R$ 1,3 bilhão) devido à postergação, retirada e alteração de escopo de projetos de acordo com as novas premissas do Plano de Negócios e Gestão 2015-2019. Essa despesa tributária está relacionada com pagamento de IOF sobre empréstimos entre ela e suas controladas no exterior. Coisa de muitos anos e que não vai se repetir.

Como a Petrobras tinha tributos a compensar e carregava no balanço R$ 21,9 bilhões em prejuízo fiscal e base negativa de CSLL, aproveitou, então, a oportunidade para essa compensação, ou seja, de fato não foi pago nada.

Em suma, tirando esse “esqueleto” tributário e o impairment (que virou moda entre as empresas para pagar menos impostos e gerar caixa com o dinheiro que era para ser público), o lucro da Petrobras foi de R$ 0,531 + R$ 3,1 + R$ 1,3 + R$ 1,3 = R$ 6,2 bilhões no 2º semestre. Somado ao lucro de R$ 5,3 bilhões, o lucro, de fato, no 1º semestre foi de R$ 11,5 bilhões. Se não fosse a desvalorização cambial, esse resultado teria sido maior ainda.

O que me intriga é porque neste momento tão grave a Petrobras resolveu lançar esses “esqueletos de IOF”, diminuir seu lucro e passar para a sociedade que o desempenho da empresa não teria sido bom.

O que vale mesmo é o EBITDA de R$ 41,3 bilhões em apenas um semestre. Apenas para comparar, o EBITDA da Vale S.A. foi de R$ 11,5 bilhões no mesmo período.

O resultado da Petrobras foi extraordinário!

*Original de http://www.desenvolvimentistas.com.br/blog/blog/2015/08/08/apesar-dos-detratores-a-petrobras-teve-um-resultado-operacional-extraordinario/


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Revista Diálogos do Sul

LEIA tAMBÉM

Lula-RS-Brasil (2)
Nas mãos de Lula, caos no RS é sequela do bolsonarismo: desmonte ambiental e fake news
mães - palestina
Dia das Mães: algumas mães só querem a paz de presente, lembra ato pró-Palestina em Brasília
RS - inundações
Chamado à solidariedade internacionalista: inundação no RS demanda mobilização
Lula - 1 de maio
Cannabrava | Lula se perdeu nos atos de 1º de maio