Pesquisar
Pesquisar

PL 2630: votação do Projeto das Fake News é adiada; veja como foi o debate

Projeto institui Lei Brasileira de Liberdade, Responsabilidade e Transparência na internet e cobra ação das big techs contra fake news e discursos de ódio
Redação Diálogos do Sul
Diálogos do Sul
São Paulo (SP)

Tradução:

Nesta terça-feira (2), a Câmara dos Deputados vota o PL 2630, que “institui a Lei Brasileira de Liberdade, Responsabilidade e Transparência na internet”.

A urgência para votação da matéria foi aprovada pelos parlamentares no último dia 25, impulsionada pelos ataques a escolas do país e pela omissão das big techs – diante deste e outros problemas –, que não atuam da maneira necessária e responsável contra a disseminação de conteúdos violentos, discursos de ódio e notícias falsas.

Ao longo dos últimos dias, intensas campanhas contra e a favor do projeto ganharam a adesão não apenas de políticos, mas de entidades, personalidades e veículos de comunicação.

Confira: Muito além das fake news: PL para regulação das redes mira omissão das big techs; entenda

Do lado contra a PL das Fake News, como foi apelidada, as próprias plataformas entraram no jogo. Houve denúncias de que o Twitter, por exemplo, enfraqueceu o engajamento de perfis e postagens em defesa da medida, enquanto o Google exibiu, em sua página inicial, o link para um artigo intitulado “O PL das fake news pode piorar sua internet”.

Há meses a Diálogos do Sul traz informações sobre a importância do projeto, incluindo suas diretrizes e a pressão ostensiva das big techs. Hoje, vamos ficar de olho na votação na Câmara dos Deputados e contar tudo o que acontece aqui pra você. 

Confira:



As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Redação Diálogos do Sul

LEIA tAMBÉM

Lula
Frei Betto | Para Lula, momento exige maior sintonia entre governo e movimentos sociais
Lula-RS-Brasil (2)
Nas mãos de Lula, caos no RS é sequela do bolsonarismo: desmonte ambiental e fake news
mães - palestina
Dia das Mães: algumas mães só querem a paz de presente, lembra ato pró-Palestina em Brasília
RS - inundações
Chamado à solidariedade internacionalista: inundação no RS demanda mobilização