Pesquisar
Pesquisar

Podem prender Milagro Sala, Jorge Glas e Lula, mas não aos povos de suas nações

Milagro Sala, Jorge Glas e Lula, continuam injustamente presos, mas a história nunca foi, nem será escrita com antecedência
Alex Anfruns
ALAI / Agência Latino America de Informação

Tradução:

Argentina, Equador, Brasil….não restam dúvidas, o que está acontecendo não só nestes países, mas por toda América Latina e Caribe (ocorre também no Paraguai, Colômbia, Honduras, Guatemala, Panamá…) não é um “fim de ciclo” de uma “década de ouro” comandada por governos progressistas, mas, na verdade, uma subversão planejada para promover a reocupação de todo o subcontinente. Ou, como havia predito há dois anos o ex-presidente do Equador, Rafael Correa, a aplicação de um “novo Plano Condor“. Uma “restauração conservadora” que visa reintroduzir a desordem capitalista numa região que tem demonstrado a sua vontade e disposição de se desenvolver de outro modo, através da cooperação entre as nações e, por conseguinte, desobedecer os ditames do mercado. 

Desta vez, a repressão, embora sistemática, é aplicada de maneira sutil. A nova fórmula pode ser resumida em três ações coordenadas e simultâneas: massificação de “notícias falsas”, campanhas sistemáticas de difamação dos líderes progressistas populares -considerados adversários- e captura dos órgãos do poder judiciário, colocando-os a serviço dos interesses estadunidenses.

Milagro Sala, Jorge Glas e Lula, continuam injustamente presos, mas a história nunca foi, nem será escrita com antecedência

VTactual
Restauração conservadora visa reintroduzir a desordem capitalista na Am´érica Latina

Na Argentina de Maurício Macri, pensar e ajudar os pobres…”é um pecado intolerável!”

Foram estas as ações que, por exemplo, na Argentina resultaram na condenação da líder indígena Milagro Sala, que encontra-se presa há mais de 1000 dias apenas por se atrever a construir através de um sistema de autogestão apoiado pelo movimento Tupac Amaru, cerca de 8.000 habitações sociais em Jujuy, uma cidade localizada numa das regiões mais pobres do norte da Argentina.

Milagro Sala é uma das principais dirigentes indígenas do país, fundadora da organização Tupac AmaruSala também participava ativamente do desenvolvimento de cooperativas e de outras ações solidárias, ajudando famílias a preparar o café da manhã para as crianças nas escolas … Ações elogiadas até pelo Papa Francisco I. Nos parece porém que na Argentina de Macri, pensar e ajudar os pobres … é um pecado intolerável! Um pecado de tal gravidade que é punido com a prisão

Enquanto isso e neste contexto, o governador “macrista” da região, reconhecidamente envolvido na perseguição política contra Milagro, não vê pecado algum ou qualquer ilegalidade nas terríveis ações praticadas pelos latifundiários que cultivam tabaco. E concede luz verde para a contratação de crianças e adolescentes com idade entre 10 a 17 anos para trabalharem na colheita desta planta “venenosa”!

De acordo com uma pesquisa realizada em 2017, existem atualmente 715.484 crianças de 5 a 15 anos trabalhando na Argentina. Sem mencionar o perigo ligado às condições de trabalho. Essa situação é especialmente escandalosa em Jujuy, onde o movimento Tupac Amaru se estabeleceu com o nobre objetivo de ajudar os pobres miseráveis eternamente explorados pelos grandes proprietários das terras desta região. Porém, os Tupac Amaru não contavam com o “zeloso” trabalho contrário desenvolvido e pela violenta repressão praticada pelos agentes de Macri.

Jorge Glas, o maior pecador equatoriano está confinado num presídio de segurança máxima

Jorge Glass é um dos muitos pecadores latino-americanos de hoje e certamente o maior de todo o Equador.

Jorge Glass, ex Vice Presidente do Equador está preso há quase um ano e iniciou uma greve de fomeVice-Presidente durante o governo de Rafael Correa, Glas encarnava muitas das ações e programas que resultaram no significativo progresso alcançado nos últimos anos por este país sul americano, especialmente através da construção de usinas hidrelétricas o que pela primeira vez, permitiu que o Equador alcançasse total autonomia em energia e até mesmo realizasse a exportação de excedentes para os países vizinhos! 

Foi graças a um acordo com a China que este importante programa foi implementado. Um pecado imperdoável! E daí, com base em acusações que não se sustentam, Jorge Glas foi condenado e colocado numa prisão de segurança máxima há quase um ano. No final de outubro, ele iniciou uma greve de fome para reivindicar sua inocência. Sua vida está em perigo!

No Brasil da Lava Jato, condenação e prisão do ex Presidente Lula rompeu a velocidade da luz

A história de Lula no Brasil segue o mesmo roteiro. Eleito presidente, Lula implantou vários programas de cunho social que resultaram no resgate e ascensão social de mais de 30 milhões de brasileiros que anteriormente viviam abaixo da mais extrema linha da pobreza.

Prisão de Lula é a síntese do manifesto ódio das elites contra a classe trabalhadora. Consciente do reconhecimento do povo brasileiro quanto aos resultados alcançados durante seus oito anos de governo e diante do contexto de um país desalentado com os retrocessos promovidos pelo governo ilegítimo comandado pelo “presidente” golpista Michel Temer, Lula tinha decidido novamente candidatar-se a Presidente da República e realizou uma caravana que percorreu o Brasil de norte a sul, confirmando o que todos já sabiam: Lula era o candidato favorito do povo brasileiro..

Diante deste imenso pecado praticado pelo líder operário, rapidamente as forças responsáveis pelo golpe jurídico-parlamentar-mediático contra a presidenta Dilma Roussef, colocou em marcha o mesmo roteiro: massificação de notícias e denúncias falsas. uma sistemática e continuada campanha visando denegrir sua imagem e instauração de vários processos judiciais que invariavelmente descumpriram e ignoraram um sem número de normas e prazos legais. Tudo com um só objetivo.: condená-lo, prende-lo e impedi-lo de disputar (e certamente ganhar) as eleições.

Foi assim que sob o comando de um até então desconhecido e obscuro juiz de primeira instância, rapidamente alçado pela mídia oligopolizada a condição de herói nacional e apoiado pelos Departamentos de Estado e da Justiça dos EUA construiu e aplicou uma “agenda jurídica processual” que em tempo hábil condenou e prendeu o maior líder popular brasileiro, impossibilitando sua participação no pleito eleitoral que segundo todas as pesquisas resultaria em sua vitória e consequentemente no seu retorno ao poder.

E foi assim que após cumprir zelosa e desavergonhadamente a missão que lhe foi confiada pelos seus chefes estadunidenses que o “super juiz” Sergio Moro ao que tudo indica também está “super satisfeito” com o brilhante futuro que espera ter como Ministro da Justiça do também futuro governo de extrema direita que a partir de janeiro de 2019 será comandado pelo Presidente Donald Trump, perdão pelo ato falho, queria dizer pelo capitão reformado Jair Bolsonaro …certamente após novamente bater “continência” a bandeira de sua verdadeira pátria: os Estados Unidos da América do Norte.

Uma coisa porém é certa: Milagro Sala, Jorge Glas e Lula, foram e continuam presos, mas não os povos de suas nações. E a história não é escrita com antecedência!

Fonte em francês: Journal de Notre Amérique

*Tradução e edição: João Baptista Pimentel Neto


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Alex Anfruns

LEIA tAMBÉM

protestos-peru
Cleptocracia, ignarocracia, bufocracia: o declínio do substantivo "democracia" no Peru
Bolivia-guerra-hibrida-eua (1)
Guerra híbrida na Bolívia entra em nova fase e EUA querem "mudança de regime" até 2025
Petro-Colombia
Petro reage a ataques de guerrilheiros contrários ao acordo de paz: "Não toleraremos"
Milei
"Barbárie" e "desequilíbrio emocional": Petro e Fernández criticam nova selvageria de Milei