Pesquisar
Pesquisar

Políticos dos EUA querem extradição imediata de Bolsonaro: "Está se escondendo"

"Dois anos atrás, o Capitólio foi atacado por fanáticos, agora estamos vendo isso acontecer no Brasil", publicou a deputada Ilhan Omar no Twitter
Redação Sputnik Brasil
Sputnik Brasil
Rio de Janeiro (RJ)

Tradução:

Após as imagens das invasões bolsonaristas em Brasília circularem o mundo, diversos representantes políticos de outros países demonstraram solidariedade ao Brasil e apoio ao governo do presidente brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), incluindo o presidente norte-americano, Joe Biden.

Além do chefe da Casa Branca, pelo menos três deputados norte-americanos também se manifestaram. Para além do apoio ao governo de Lula, os deputados defenderam os EUA não permitam que Bolsonaro continue em Orlando, na Flórida, onde o ex-presidente está pelo menos desde o dia 30 de dezembro.

Em entrevista à emissora CNN, o deputado Joaquin Castro, membro do Comitê de Relações Exteriores da Câmara dos Representantes nos EUA, defendeu a extradição de Bolsonaro.

“Ele é um homem perigoso e deveria ser mandado de volta ao seu país de origem, o Brasil”, afirmou Castro à CNN. “Os EUA não podem ser refúgio para esse líder autoritário que inspirou terrorismo doméstico no Brasil”, acrescentou.

O deputado também usou as redes sociais para apontar sua posição.

Estou com Lula e o governo democraticamente eleito do Brasil. Terroristas domésticos não podem ser deixados usar o manual de [Donald] Trump para ameaçar a democracia. Bolsonaro não pode ter refúgio na Flórida, onde está se escondendo da responsabilização por seus crimes.

Quem também foi às redes sociais para defender que Bolsonaro não continue na Flórida foi a deputada Ilhan Omar.

Dois anos atrás, o Capitólio foi atacado por fanáticos, agora estamos vendo isso acontecer no Brasil. Solidariedade a Lula e ao povo brasileiro. Democracia ao redor do mundo precisam se manter unidas para condenar o ataque contra a democracia. Bolsonaro não deve ter refúgio na Flórida.

Além de Omar e Castro, a deputada Alexandria Ocasio-Cortez, também usou as redes sociais para divulgar sua posição. Assim como seus colegas, ela lembrou da invasão ao Capitólio e criticou a manutenção da estadia de Bolsonaro nos EUA.

Quase dois anos desde que o Capitólio dos EUA foi atacado por fascistas, vemos movimentos fascistas fora do país tentando fazer o mesmo no Brasil. Nós precisamos nos solidarizar com o governo democraticamente eleito de Lula. Os EUA devem parar de conceder refúgio a Bolsonaro na Flórida.

Redação | Sputnik Brasil


As opiniões expressas nesse artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul

Assista na TV Diálogos do Sul


Se você chegou até aqui é porque valoriza o conteúdo jornalístico e de qualidade.

A Diálogos do Sul é herdeira virtual da Revista Cadernos do Terceiro Mundo. Como defensores deste legado, todos os nossos conteúdos se pautam pela mesma ética e qualidade de produção jornalística.

Você pode apoiar a revista Diálogos do Sul de diversas formas. Veja como:


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Redação Sputnik Brasil

LEIA tAMBÉM

g20-guarani-ms-3
G20 e universidade do MS fecham parceria para produção de conteúdo jornalístico em guarani
MST-40 anos
Brasil possui 2ª maior concentração de terras do mundo, vergonha que MST combate há 40 anos
Lula
Frei Betto | Para Lula, momento exige maior sintonia entre governo e movimentos sociais
Lula-RS-Brasil (2)
Nas mãos de Lula, caos no RS é sequela do bolsonarismo: desmonte ambiental e fake news