Pesquisar
Pesquisar

Primeira negra a ganhar Nobel de Literatura, Toni Morrison morre aos 88 anos

Morrison foi um sucesso comercial e crítico, recebendo elogios por sua escrita ao avaliar questões de raça, gênero e amor na sociedade dos EUA
Redação Sputnik Brasil
Sputnik Brasil
Rio de Janeiro (RJ)

Tradução:

A autora norte-americana Toni Morrison, cujo romance “Amada”, de 1987, ganhou um Prêmio Pulitzer e contribuiu para a consagrar como a primeira mulher negra a receber o Prêmio Nobel de Literatura, morreu aos 88 anos de idade.

Paul Bogaards, porta-voz da editora Alfred A. Knopf, anunciou a morte, mas não informou a causa. O Washington Post disse que ela morreu na segunda-feira em um hospital de Nova York.

Morrison foi um sucesso comercial e crítico, recebendo elogios por sua escrita de estilo vívido e lírico ao avaliar questões de raça, gênero e amor na sociedade dos Estados Unidos.

“Amada” é ambientado durante a Guerra Civil dos EUA e baseado na história real de Sethe, uma mulher que matou sua filha de 2 anos para poupá-la da escravidão. A mulher foi capturada antes que ela pudesse se matar e o fantasma da criança visita sua mãe.

Morrison foi um sucesso comercial e crítico, recebendo elogios por sua escrita ao avaliar questões de raça, gênero e amor na sociedade dos EUA

Flickr | Axel Bold
Paul Bogaards, porta-voz da editora Alfred A. Knopf, anunciou a morte, mas não informou a causa

Morrison disse à revista NEA Arts em 2015 que ela já havia escrito um terço do livro antes de decidir trazer o fantasma para abordar a moralidade de saber se a mãe estava certa em matar a criança.

O New York Times chamou a cena da morte de “um acontecimento tão brutal e perturbador que parece deformar o tempo anterior e posterior em uma única linha do destino. Isso destroi o sonho de segurança e liberdade de uma família; assombrará toda uma comunidade por gerações e… vai reverberar na mente dos leitores muito depois de terem terminado este livro.”

O livro foi transformado filme estrelado por Oprah Winfrey, que co-produziu a obra, e Danny Glover. Winfrey foi uma das maiores fãs de Morrison e apresentou quatro de seus livros na parte influente do clube de leitura de seu programa de televisão.


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Redação Sputnik Brasil

LEIA tAMBÉM

vintage-historic-photos-of-the-battle-of-berlin-1945-bw-10
A batalha de Berlim e a rendição nazista: entrevista com um combatente
Paris
Da Porte de la Villette à Bastille: uma jornada pela cultura e modernidade de Paris
Questão-racial-Brasil (1)
Lima Barreto, 13 de maio e a questão racial no Brasil
ASTROJILDOPEREIRA-MGLIMA-2023-OK
O marxismo de Astrojildo Pereira, fundador do Partido Comunista do Brasil (PCB)