Pesquisar
Pesquisar

“Progresso surpreendente” da China em armas hipersônicas surpreende EUA, diz mídia

O voo de teste teria ocorrido em agosto, com o veículo planador sendo levado ao espaço por um foguete portador Longa Marcha-2C
Redação Sputnik Brasil
Sputnik Brasil
Rio de Janeiro (RJ)

Tradução:

De acordo com relatos, a China testou um míssil hipersônico de capacidade nuclear, que viajou ao espaço em torno do globo em uma forma orbital antes de acelerar através da atmosfera em direção ao alvo.

O teste foi confirmado por cinco responsáveis oficiais, indicando que a China possui capacidade espacial avançada que “surpreendeu o governo norte-americano”, revelou o Financial Times.

O porta-voz do Departamento de Defesa dos EUA, John Kirby, afirmou que não comentaria os detalhes do relatório, contudo, fez uma ressalva.

“Deixamos claro nossas preocupações sobre as capacidades militares que a China continua buscando, capacidades que apenas aumentam as tensões na região e além […] Este é um dos motivos pelos quais consideramos a China nosso principal desafio”, ressaltou.

O voo de teste teria ocorrido em agosto, com o veículo planador sendo levado ao espaço por um foguete portador Longa Marcha-2C

anônimo
Foguete Long March-5B Y2, transportando o principal módulo da estação espacial Tianhe, da China

O voo de teste teria ocorrido em agosto, com o veículo planador sendo levado ao espaço por um foguete portador Longa Marcha-2C.

O veículo planador hipersônico testado teria errado supostamente o alvo por dezenas de quilômetros, mas demonstrou um “progresso surpreendente” da China em armas hipersônicas.

Seis vezes mais veloz que o som, arma invisível chinesa pode destruir redes de comunicação

Recentemente, o secretário da Força Aérea dos EUA, Frank Kendall, alertou que a China poderia estar desenvolvendo capacidades nucleares, incluindo o potencial para “ataques globais a partir do espaço”, obrigando os EUA a desenvolverem suas próprias armas para conter Pequim.


As opiniões expressas nesse artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul

Assista na Tv Diálogos do Sul

 

   

Se você chegou até aqui é porque valoriza o conteúdo jornalístico e de qualidade.

A Diálogos do Sul é herdeira virtual da Revista Cadernos do Terceiro Mundo. Como defensores deste legado, todos os nossos conteúdos se pautam pela mesma ética e qualidade de produção jornalística.

Você pode apoiar a revista Diálogos do Sul de diversas formas. Veja como:


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.

Redação Sputnik Brasil

LEIA tAMBÉM

Congo-golpe-Christian-Malanga
Quem são e o queriam golpistas dos EUA mortos em ataque ao Congo em 19/5
Cuba-bloqueio
EUA mantêm Cuba como patrocinadora do terrorismo para afogar projeto cubano de soberania
Joseph-Stiglitz
Nobel de Economia defende reforma tributária nos EUA que cobre mais dos super riscos
Putin-Xi (1)
Do comércio à segurança, união China-Rússia ganha força e vira dor de cabeça para Ocidente