Pesquisar
Pesquisar

Quem é Frederick Wassef, advogado da família Bolsonaro que escondia Fabrício Queiroz

Defensor de Flávio Bolsonaro no caso da "rachadinha", advogado tem livre acesso aos palácios do Alvorada e do Planalto, e também atua no caso de Adélio Bispo
Redação Brasil de Fato
Brasil de Fato
Brasília (DF)

Tradução:

Frederick Wassef, advogado que escondia Fabrício Queiroz em sua casa, no interior de São Paulo, se apresenta como assessor jurídico da família Bolsonaro e se gaba, publicamente, de ser o mentor da transformação do então deputado de baixo clero Jair Bolsonaro (sem partido) em presidente da República.

APOIE A DIÁLOGOS

Bolsonarista de carteirinha, católico fiel e perseguidor da esquerda, ele é figura constante nos corredores dos palácios do Alvorada e do Planalto, embora não tenha cargo governamental e tampouco apareça nas agendas oficiais do presidente.

Figurinha carimbada

Wassef esteve na cerimônia de posse do novo ministro das Comunicações, Fábio Faria, nesta quarta-feira (17). Na semana anterior, ele passou a tarde com o presidente na sede do Executivo.

RECEBA NOSSO BOLETIM

É o defensor do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) no processo que investiga um esquema de apropriação de salários de servidores na Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro), a partir do qual o mandado de prisão de Queiroz foi expedido, nesta quinta-feira (18).

Chicaneiro competente

Foi de Wassef a jogada jurídica de levar o caso da “rachadinha” para o Supremo Tribunal Federal (STF), por meio do foro privilegiado de Flávio, em uma tentativa de tirar Queiroz e o Ministério Público Estadual da investigação.

A estratégia quase funcionou: após liminar do ministro Dias Toffoli sobre dados do COAF (Conselho de Controle de Atividades Financeiras), as investigações ficaram paradas até novembro de 2019. O processo só voltou a tramitar depois que o plenário do STF derrubou a liminar.

Wassef: Advogado do “patriarca”

O advogado também representa Jair Bolsonaro no caso Adélio Bispo, envolvendo a facada que o presidente afirma ter sofrido durante a campanha presidencial, em 2018. 

Em ao menos duas declarações públicas, Wassef negou saber do paradeiro do ex-assessor de Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ). “Não sei. Não sou advogado dele”, disse ele em entrevista à GloboNews, em setembro do ano passado.

Nessa época, Queiroz já morava na casa do advogado, segundo a Polícia Civil, que afirma que o ex-assessor estava lá havia ao menos um ano. Caso a mentira seja confirmada, o advogado por ser investigado por quebra de ética. 

Da redação da Brasil de Fato em Brasília

Edição: Leandro Melito


As opiniões expressas nesse artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul

Veja também


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Redação Brasil de Fato

LEIA tAMBÉM

Lula-RS-Brasil (2)
Nas mãos de Lula, caos no RS é sequela do bolsonarismo: desmonte ambiental e fake news
mães - palestina
Dia das Mães: algumas mães só querem a paz de presente, lembra ato pró-Palestina em Brasília
RS - inundações
Chamado à solidariedade internacionalista: inundação no RS demanda mobilização
Lula - 1 de maio
Cannabrava | Lula se perdeu nos atos de 1º de maio