Pesquisar
Pesquisar

Rússia não se apressará a reconhecer ou não novas autoridades do Afeganistão, diz embaixador

As autoridades russas informam que captura de Cabul pelos talibãs (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) foi uma surpresa para a Rússia
Redação Sputnik Brasil
Sputnik Brasil
São Paulo (SP)

Tradução:

As autoridades russas informam que captura de Cabul pelos talibãs (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) foi uma surpresa para a Rússia e que o poder afegão caiu como um castelo de cartas. A situação ocorrida é um resultado do fracasso dos EUA no país.

O governo no Afeganistão entrou em colapso e caiu como um castelo de cartas, disse o embaixador russo em Cabul, Dmitry Zhirnov.

Os representantes do movimento Talibã confirmaram que nem um único fio de cabelo cairá das cabeças dos diplomatas russos em Cabul e que os militantes já estão assegurando a segurança da embaixada russa em vez dos militares afegãos, informou o embaixador da Rússia.

As autoridades russas informam que captura de Cabul pelos talibãs (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) foi uma surpresa para a Rússia

Reprodução: Twitter
O Ministro das Relações Exteriores da República, Mohammad Haneef Atmar em reunião com o Embaixador da Rússia em Kabul Dmitry Zhirnov

“Nossa embaixada já está protegida pelo Talibã. Hoje ocorreu a transição: partiram os militares afegãos, aqueles militares das forças de segurança nacionais afegãs que nos protegiam. Agora são os talibãs. Eles mais uma vez reconfirmaram que nem um único fio de cabelo cairá das cabeças russas, que vocês podem trabalhar com calma”, segundo Zhirnov.

Tomada de poder no Afeganistão

A tomada de poder pelo Talibã não é uma transferência de poder no Afeganistão em conformidade com determinados acordos, mas é o resultado do fracasso dos Estados Unidos no país, disse o representante especial do presidente russo e diretor do Segundo Departamento da Ásia da chancelaria da Rússia, Zamir Kabulov.

Leia também:
A espiral de uma guerra sem fim entre Estados Unidos, Talibã e Afeganistão

A Rússia não se apressará a reconhecer ou não reconhecer as novas autoridades do Afeganistão, a situação depende do comportamento do Talibã, revelou o alto funcionário russo. “Em primeiro lugar, ninguém pretende se apressar com isso. O reconhecimento ou não reconhecimento dependerá do comportamento das novas autoridades. Vamos observar atentamente com que responsabilidade eles governarão o país no futuro próximo. Como resultado, a liderança russa tirará as conclusões necessárias e tomará uma decisão”, disse Kabulov.


As opiniões expressas nesse artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul

Assista na Tv Diálogos do Sul

   

Se você chegou até aqui é porque valoriza o conteúdo jornalístico e de qualidade.

A Diálogos do Sul é herdeira virtual da Revista Cadernos do Terceiro Mundo. Como defensores deste legado, todos os nossos conteúdos se pautam pela mesma ética e qualidade de produção jornalística.

Você pode apoiar a revista Diálogos do Sul de diversas formas. Veja como:


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.

Redação Sputnik Brasil

LEIA tAMBÉM

Prensa Latina
Prensa Latina: há 65 anos “a arma mais eficaz” de Cuba na defesa dos povos e da Revolução
Gustavo-Petro
Força popular contra golpismo: mais da metade da Colômbia apoia reformas de Petro
Chile-Venezuela (3)
Crise diplomática entre Chile e Venezuela dificulta políticas migratórias e investigações
Claudia Sheinbaum
Para mexicanos nos EUA, missão de Sheinbaum é criar empregos: "Não queremos sair do México"