Pesquisar
Pesquisar

Sábado Resistente: Debate sobre a exposição no Araçá e a Clínica do Testemunho

Revista Diálogos do Sul

Tradução:

exp-araca_01Sábado Resistente: No dia 23/11, próximo sábado (a partir das 14h), no Memorial da Resistência de São Paulo, serão realizadas as apresentações da exposição Penetrável Genet / Experiência Araçá e da Clínica do Testemunho do Instituto Sedes Sapientiae.

A arquiteta Anna Ferrari e a equipe de Terapeutas-Pesquisadoras coordenada por Maria Cristina Ocariz conversarão com o público.

O próximo Sábado Resistente terá uma dupla jornada. Na ocasião, a arquiteta Anna Ferrari falará sobre o conceito da exposição Penetrável Genet / Experiência Araçá, realizada em parceria com o artista Celso Sim. Também será feita a apresentação da Clínica do Testemunho do Instituto Sedes Sapientiae.

Anna Ferrari, neta do artista plástico argentino Leon Ferrari, abordará também a decisão de incorporar na obra o impacto do atentado ocorrido na madrugada de 3 de novembro de 2013, e que resultou no adiamento da abertura da exposição para o dia 5. Ela mostrará, por meio de fotos e de um vídeo, as características da exposição.

A exposição Penetrável Genet / Experiência Araçá acontece de terça a domingo, com sessões às 12h, 13h, 14h, 15h e 16h, no Ossário Geral do Cemitério do Araçá. Prossegue até 15 de dezembro.

Leia mais sobre a exposição Penetrável Genet/Experiência Araçá, clicando aqui.

Já a apresentação da Clínica do Testemunho Instituto Sedes Sapientiae será feita pela psicóloga e psicanalista Maria Cristina Ocariz, sua coordenadora, e por pesquisadoras-terapeutas.

Maria Cristina Ocariz destaca que as  “Clínicas do Testemunho promovidas pela Comissão de Anistia do Ministério da Justiça surgiram com a ideia de oferecer a oportunidade de reparação psíquica por meio do apoio e acompanhamento aos anistiados, anistiandos e familiares afetados pela violência de Estado durante a ditadura”.

E explica:
“A Clínica do Testemunho Instituto Sedes Sapientiae é composta por sete psicanalistas que trabalham a premissa de que a possibilidade de reparação se faz rompendo o silenciamento em diferentes níveis e espaços, dependendo da singularidade da demanda de cada uma  das pessoas que se aproximam de nosso projeto.

Por acreditarmos em uma construção conjunta desse trabalho a um tempo subjetivo e coletivo, temos realizado encontros individuais, familiares, grupais, Conversas Públicas e grupos de reflexão e testemunho.

Este encontro no Memorial da Resistência será nossa IV Conversa Pública, cuja finalidade é apresentar nossas ideias e atividades, abrir a palavra para todos os participantes, e discutir a criação de novas possibilidades de espaços de reparação.”

Da Conversa Pública participarão Maria Cristina Ocariz (Coordenadora), Lia Lima Telles Rudge, Maria Carolina B.Gentile Sciulli, Maria Liliana Emparan Pereira, Nana Corrêa Navarro, Paula Salvia Trindade e Tereza Cristina Gonçalves, que integram a  Equipe de Terapeutas-Pesquisadoras da Clínica do Testemunho Instituto Sedes Sapientiae.

Leia mais sobre a Clínica do Testemunho Instituto Sedes Sapientiae, clicando aqui.

PROGRAMAÇÃO
14h: Boas vindas: Karina Teixeira (Memorial da Resistência de São Paulo)
Coordenação: Milton Bellintani (Núcleo de Preservação da Memória Política)

14h15: apresentação da Exposição Penetrável Genet / Experiência Araçá

15h: apresentação da “Clínica do Testemunho Instituto Sedes Sapientiae”

15h45 às 17h30: debate com o público

– Anna Ferrari (artista plástica, realizadora da Exposição Penetrável Genet / Experiência Araçá – em parceria com Celso Sim)

– Cristina Ocariz e equipe (Coordenadora e Terapeutas-Pesquisadoras da Clínica do Testemunho Instituto Sedes Sapientiae)

Os Sábados Resistentes, promovidos pelo Memorial da Resistência de São Paulo e pelo Núcleo de Preservação da Memória Política, são um espaço de discussão entre militantes das causas libertárias, de ontem e de hoje, pesquisadores, estudantes e todos os interessados no debate sobre as lutas contra a repressão, em especial à resistência ao regime civil-militar implantado com o golpe de Estado de 1964. Os Sábados Resistentes têm como objetivo maior o aprofundamento dos conceitos de Liberdade, Igualdade e Democracia, fundamentais ao Ser Humano


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Revista Diálogos do Sul

LEIA tAMBÉM

protestos-peru
Cleptocracia, ignarocracia, bufocracia: o declínio do substantivo "democracia" no Peru
Bolivia-guerra-hibrida-eua (1)
Guerra híbrida na Bolívia entra em nova fase e EUA querem "mudança de regime" até 2025
Petro-Colombia
Petro reage a ataques de guerrilheiros contrários ao acordo de paz: "Não toleraremos"
Milei
"Barbárie" e "desequilíbrio emocional": Petro e Fernández criticam nova selvageria de Milei