Pesquisar
Pesquisar

Sábados Resistentes traz depoimento de ex-presos da ditadura

João Baptista Pimentel Neto

Tradução:

direitos_humanos58658Mesas de testemunhos com prisioneiros da ditadura de 1964-1985 no sábado, 26/4, relatarão experiências de combate ao regime

sabadosOs Sábados Resistentes do mês de abril são parte da programação “Golpe Militar – 50 anos, Memória, História e Direitos Humanos” desenvolvida por diversas instituições engajadas na defesa dos Direitos Humanos: Memorial da Resistência de São Paulo, Núcleo de Preservação da Memória Política, Observatório de Educação em Direitos Humanos da Unesp, Centro de Documentação e Memória da Unesp, Fundação Memorial da América Latina, Fundação Perseu Abramo e Instituto Vladimir Herzog.

As mesas de testemunhos trarão a oportunidade de conhecer alguns fatos por meio dos relatos dos próprios protagonistas envolvidos em atividades de militância e resistência à ditadura civil-militar (1964-1985): na primeira mesa (05 de abril), participarão militares que se voltaram contra a ditadura; na segunda (12 de abril), familiares de mortos e desaparecidos políticos; e na terceira (26 de abril), ex presos políticos.

A atividade também é parte do Programa Coleta Regular de Testemunhos do Memorial da Resistência, que integrará os testemunhos ao seu acervo para futuras pesquisas e consultas.

PROGRAMAÇÃO

14h
Boas vindas – Karina Alves (Memorial da Resistência de São Paulo)
Coordenação – Ivan Seixas (coordenador da Comissão da Verdade Rubens Paiva da Assembleia Legislativa de São Paulo)

14h30
Mesa de Testemunhos

– Arthur Scavone (jornalista e ex-preso político)
– Maria Aparecida Costa (advogada, ex-presa política, integrante da Luta Armada da ALN)

Os Sábados Resistentes, promovidos pelo Memorial da Resistência de São Paulo e pelo Núcleo de Preservação da Memória Política, são um espaço de discussão entre militantes das causas libertárias, de ontem e de hoje, pesquisadores, estudantes e todos os interessados no debate sobre as lutas contra a repressão, em especial à resistência ao regime civil-militar implantado com o golpe de Estado de 1964. Os Sábados Resistentes têm como objetivo maior o aprofundamento dos conceitos de Liberdade, Igualdade e Democracia, fundamentais ao Ser Humano. Apoio Revista Diálogos do Sul.


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
João Baptista Pimentel Neto Jornalista e editor da Diálogos Do Sul.

LEIA tAMBÉM

Petro-Colombia
Petro reage a ataques de guerrilheiros contrários ao acordo de paz: "Não toleraremos"
Milei
"Barbárie" e "desequilíbrio emocional": Petro e Fernández criticam nova selvageria de Milei
José Raúl Mulino
Eleição no Panamá simboliza crise sistêmica que atinge democracia "representativa"
Vox-Abascal-Milei
Xenofobia e delírios ultradireitistas: Vox reúne asseclas em Madri