Pesquisar
Pesquisar

Sindicato dos Jornalistas reinaugura o Cineclube Vladimir Herzog

Cinemateca Diálogos do Sul

Tradução:

cineclube_herzogO Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo convida-o e a sua família para a reinauguração do Cineclube Vladimir Herzog, dia 24 de novembro, às 19 horas, à rua Rego Freitas, 530, sobreloja, Espaço Vladimir Herzog.

A retomada das atividades do cineclube, em parceria com o Sindicato dos Arquitetos no Estado de São Paulo  se fará com a apresentação do filme-documentário “Vlado, 30 anos depois”, de João Batista de Andrade, que coordenará um debate após a exibição.
O filme Vlado, 30 anos depois, de maneira emocionante, traz uma narrativa sobre as circunstâncias do assassinato de Vladimir Herzog.
As experiências do grupo de jornalistas, do qual também fazia parte Herzog, se mesclam e se confundem. É como se a história de um fosse a história de todos. E a história de Vlado não é apenas dele. Falar de sua morte é como falar da morte de um pedaço de cada um  dos depoentes, que compartilharam da mesma experiência.
O próprio diretor é parte daquele grupo de amigos vitimados pela “briga de elefantes”, inclusive, o diretor “cede” sua cadeira aos entrevistados num convite a compartilhar suas experiências. A câmera, muitas vezes na mão do diretor, gera imagens instáveis e próximas e alguns dos depoentes se expressam de maneira bastante íntima.
O filme, de forma criativa e  envolvente sensibiliza para o sofrimento daqueles que passaram pela tortura e pela arbitrariedade da violência empregada pela Ditadura Militar. Vale ressaltar um elemento, também simbólico, citado no filme, que é o capuz. Citado pelos depoentes como símbolo da tortura, ele pode ser também um símbolo do período no qual as ações clandestinas dos torturadores estavam encobertas, e do presente, pela falta de visibilidade documental.
Quando poderemos tirar esse capuz? Até quando a memória será torturada pela cegueira?
Fonte: Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Cinemateca Diálogos do Sul

LEIA tAMBÉM

Lula-RS-Brasil (2)
Nas mãos de Lula, caos no RS é sequela do bolsonarismo: desmonte ambiental e fake news
mães - palestina
Dia das Mães: algumas mães só querem a paz de presente, lembra ato pró-Palestina em Brasília
RS - inundações
Chamado à solidariedade internacionalista: inundação no RS demanda mobilização
Lula - 1 de maio
Cannabrava | Lula se perdeu nos atos de 1º de maio