Pesquisar
Pesquisar

“Suas falas não são molecagem, mas mau-caratismo. Pronto Arthur, falei”

Não satisfeito com áudio misógino vazado sobre ucranianas em situação de vulnerabilidade, deputado fez live com novas provocações vazias e baratas
Danilo Nunes
Diálogos do Sul Global
São Paulo (SP)

Tradução:

“Eu sou homem para assumir que errei”, “Eu vi coisas incríveis que me transformaram”, “Aquilo (que vocês ouviram nos áudios) é o moleque”. São essas frases que mostram o deputado do estado de São Paulo sendo apenas ele mesmo: filho do machismo histórico impregnado no sistema que rege a vida social, como todos nós, homens. A diferença entre os homens é que uns continuam a defender o capitalismo (fadado ao fracasso), enquanto outros preferem o caminho da desconstrução social e consciência de classe, combatendo o sistema que estimula e alimenta a opressão, desigualdade e injustiça.

Não basta todo o processo pandêmico da covid que levou mães, pais, filhos(as), amigos(as), irmãos(ãs), causando-nos dor e sofrimento? Não basta a eleição de um genocida no Brasil que vem compactuando com tudo o que tem de pior no ser humano e na sociedade? Não basta um conflito bélico entre forças capitalistas que disputam o poder, colocando-o acima do direito à vida? Não, não basta.

Não satisfeito com áudio misógino vazado sobre ucranianas em situação de vulnerabilidade, deputado fez live com novas provocações vazias e baratas

Arthur do Val – Reprodução / Twitter
"O problema não é sua reputação, muito menos seu mandato, o problema é saber que você pensa e sente o que você mostrou sentir"

É preciso um moleque que ajudou (e como) a eleger o genocida, se eleger deputado se juntar a um juiz corrupto e bandido, viajar até a Ucrânia para destilar a sua “molecagem”, fazendo pouco do sofrimento que sente todo o planeta, ridicularizando (ainda mais) o povo brasileiro? Não, não é possível que isso tenha acontecido.

E como se sua atitude fosse apenas uma brincadeira de escola, o deputado (já com um grande movimento que pede sua cassação) faz uma “live”? Isso mesmo, uma live como se estivesse brincando de youtuber com suas provocações vazias e baratas (como de costume) para pedir desculpas. Desculpas para quem? Desculpas para quem o elegeu? Para as mulheres ucranianas? Para todas as mulheres do mundo que sofrem desigualdade social e tantas outras atrocidades? Para que esse “moleque” pede desculpas? Acho que nem ele sabe.

Acontece, seu “moleque” que o problema não é o áudio vazado, o problema não é sua reputação, muito menos seu mandato, o problema é saber que você pensa e sente o que você mostrou sentir, e isso já não é mais molecagem, mas um gesto tão desumano que nem suas desculpas são capazes de amenizar tal atitude. Faz o seguinte, seu “moleque”: Deixa as coisas onde você pegou, vá para o seu quarto e só saia de lá quando você souber respeitar as pessoas, pois isso não é molecagem, mas mau-caratismo. Pronto Arthur, falei.

Danilo Nunes é músico, ator, historiador e pesquisador de cultura popular brasileira e latinoamericana
Instagram: @danilonunes013/ Facebook: @danilonunesbr


As opiniões expressas nesse artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul

Assista na TV Diálogos do Sul


Se você chegou até aqui é porque valoriza o conteúdo jornalístico e de qualidade.

A Diálogos do Sul é herdeira virtual da Revista Cadernos do Terceiro Mundo. Como defensores deste legado, todos os nossos conteúdos se pautam pela mesma ética e qualidade de produção jornalística.

Você pode apoiar a revista Diálogos do Sul de diversas formas. Veja como:

  • PIX CNPJ: 58.726.829/0001-56 

  • Cartão de crédito no Catarse: acesse aqui
  • Boletoacesse aqui
  • Assinatura pelo Paypalacesse aqui
  • Transferência bancária
    Nova Sociedade
    Banco Itaú
    Agência – 0713
    Conta Corrente – 24192-5
    CNPJ: 58726829/0001-56

Por favor, enviar o comprovante para o e-mail: assinaturas@websul.org.br 


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Danilo Nunes

LEIA tAMBÉM

g20-guarani-ms-3
G20 e universidade do MS fecham parceria para produção de conteúdo jornalístico em guarani
MST-40 anos
Brasil possui 2ª maior concentração de terras do mundo, vergonha que MST combate há 40 anos
Lula
Frei Betto | Para Lula, momento exige maior sintonia entre governo e movimentos sociais
Lula-RS-Brasil (2)
Nas mãos de Lula, caos no RS é sequela do bolsonarismo: desmonte ambiental e fake news