Pesquisar
Pesquisar

Tarso Genro | Resposta aos golpistas deve ser democrática, sofisticada e orgânica

As ações criminosas globais não mais se desvincularão da política interna
Tarso Genro
Diálogos do Sul
Porto Alegre (RS)

Tradução:

Os últimos acontecimentos golpistas do dia 8 mostram que a separação entre “Segurança de Estado” e “Segurança Pública” (interna), hoje, com a globalização da ideologia fascista – financiada pelo tráfico de drogas, de pessoas, e pela lavagem de dinheiro clandestino – integraram a criminalidade comum com as políticas do terrorismo político e com a subversão fascista. Os atores visíveis do dia 8 provam a afirmação: parte dos militares podem até ter ficado na “espreita”, mas o movimento veio de consórcios políticos criminosos organizados nas redes, em conluio com grupos políticos internos e externos da extrema direita.

A globalização financeira – legal/ilegal – se juntou “numa coisa só”, Segurança do Estado para a Democracia e Segurança Pública para a Cidadania. Quem viveu viu: o evento foi o mais visível do mundo ocidental, mas não foi o único.

Documentos e depoimento comprovam apoio e proteção do Exército a extremistas golpistas

O nosso Governo deve responder a esta tentativa golpista dentro dos parâmetros democráticos, de forma sofisticada e orgânica no Estado, tanto no que refere à Segurança Nacional do Estado Democrático, como no plano da Segurança Pública Cidadã.

Ambas, aliás, já são inseparáveis e as ações criminosas globais não mais se desvincularão da política interna, pois ela já tem presentes muitos “atores” da destruição ambiental e do tráfico de dinheiro sujo, nas instituições, nos partidos e nas religiões do dinheiro.

É isso!

Tarso Genro | Advogado, ex-governador do Rio Grande do Sul e colunista na Diálogos do Sul


As opiniões expressas nesse artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul

Assista na TV Diálogos do Sul


Se você chegou até aqui é porque valoriza o conteúdo jornalístico e de qualidade.

A Diálogos do Sul é herdeira virtual da Revista Cadernos do Terceiro Mundo. Como defensores deste legado, todos os nossos conteúdos se pautam pela mesma ética e qualidade de produção jornalística.

Você pode apoiar a revista Diálogos do Sul de diversas formas. Veja como:


As opiniões expressas neste artigo não refletem, necessariamente, a opinião da Diálogos do Sul do Global.
Tarso Genro

LEIA tAMBÉM

Lula
Frei Betto | Para Lula, momento exige maior sintonia entre governo e movimentos sociais
Lula-RS-Brasil (2)
Nas mãos de Lula, caos no RS é sequela do bolsonarismo: desmonte ambiental e fake news
mães - palestina
Dia das Mães: algumas mães só querem a paz de presente, lembra ato pró-Palestina em Brasília
RS - inundações
Chamado à solidariedade internacionalista: inundação no RS demanda mobilização